Quarta-feira, 4 de Abril de 2012
Lado B

Balanço da Liga de futebol à 25ª jornada

 

 

Quando faltam apenas 5 jornadas para terminar os campeonatos profissionais de futebol em Portugal, ainda está tudo por decidir. Aliás, este é com certeza o campeonato mais equilibrado e competitivo dos últimos anos.

Esta época, a Liga Zon Sagres já teve sete mudanças na liderança do campeonato e já conheceu quatro líderes diferentes (Vitória de Setúbal, FC Porto, Benfica e Sporting de Braga).

Neste momento, o FC Porto está de novo no topo mas ainda não está nada decidido, na medida em que apenas tem um ponto de avanço sobre o Benfica e dois sobre o Sporting de Braga, sendo que com 15 pontos por disputar até ao fim do campeonato, até o Marítimo e o Sporting ainda podem ser matematicamente campeões, embora todos nós reconheçamos que é praticamente impossível que lá cheguem.

Relativamente ao jogo entre FC Porto e Olhanense, que culminou na vitória dos “dragões” por 2-0, destaco novamente a disponibilidade de Hulk para os duelos individuais com os guarda-redes (já tinha acontecido em Paços de Ferreira com Cássio e aconteceu agora com Fabiano Freitas frente ao Olhanense), não conseguindo marcar nenhum golo.

Quanto ao duelo entre Benfica e Braga, destaco o facto de ambas as equipas terem demonstrado muitas cautelas e alguns temores na primeira parte do jogo, mostrando que ambas têm receio de perder pontos neste momento.

Já o Sporting voltou a mostrar que está melhor com Ricardo Sá Pinto do que estava com Domingos Paciência, quebrando finalmente o jejum de cinco meses sem vencer fora de casa para o campeonato, graças ao excelente momento de forma que atravessa Matías Fernández justificando plenamente a sua alcunha de “Matigol”. Aliás, penso que a melhor decisão de José Eduardo Bettencourt enquanto presidente do Sporting foi ter contratado Matías Fernández ao Villarreal.

Na luta pela manutenção, o meu destaque vai para a fuga do Vitória de Setúbal à despromoção, que com os 27 pontos que já tem amealhados, penso que já praticamente assegurou a permanência na Liga principal de futebol, o que se deve sobretudo ao excelente trabalho que José Mota tem desenvolvido desde que chegou a Setúbal. Também o Beira-Mar deu um passo importante rumo à permanência ao vencer um adversário direto fora de casa, na circunstância o Feirense, ficando com cinco pontos de avanço sobre a primeira equipa abaixo da linha de água (o União de Leiria).

Na minha opinião, União de Leiria e Feirense estão praticamente condenados à descida de divisão dada a distância que já têm para a Académica, a primeira equipa acima da zona de despromoção, de cinco e seis pontos respetivamente.

Por fim, quero também salientar a grande recuperação que o Paços de Ferreira conseguiu fazer desde a chegada de Henrique Calisto, mostrando que de facto o campeonato não é como começa mas como acaba. Aliás, Académica e Paços de Ferreira são o espelho disso mesmo, ou seja, a Académica começou muito bem mas ainda não tem a manutenção garantida, enquanto o Paços de Ferreira começou muito mal e já tem a permanência quase assegurada.

 

Na Liga de Honra, também ainda está tudo por decidir. Estoril, Moreirense e Desportivo das Aves estão numa luta acesa pela subida de divisão, sendo que duas destas equipas vão subir à Liga Zon Sagres e a outra continuará na Liga Orangina na próxima época.

Quanto à descida aos escalões não-profissionais de futebol está tudo em aberto, no sentido em que até o 4º classificado (a Naval) ainda não tem a manutenção matematicamente assegurada.

 



publicado por Bruno Carvalho às 13:03
link do post | comentar

Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2012
Lado B

As brilhantes carreiras de Braga e Marítimo na Liga

 

O Sporting de Braga e sobretudo o Marítimo têm surpreendido com as suas brilhantes campanhas na Liga Zon Sagres desta época. O Braga ocupa actualmente o 3º lugar do campeonato a apenas três pontos do FC Porto e a cinco do Benfica, enquanto o Marítimo ocupa o 4º lugar com os mesmos pontos do Sporting (5º), mas com vantagem no confronto directo.

 

O Sporting de Braga já vai em oito vitórias sucessivas no campeonato, não perdendo pontos desde que foi derrotado no Estádio do Dragão pelo FC Porto, por 3-2. Os oito pontos de avanço que o Braga tem para os 4º e 5º classificados da Liga Portuguesa dão uma margem de manobra folgada à equipa bracarense para poder assegurar a presença nas pré-eliminatórias da Champions da próxima época.

Leonardo Jardim é o grande obreiro desta performance do Braga, no sentido em que com uma defesa totalmente nova relativamente à época passada (Quim; Leandro Salino, Douglão, Ewerton e Elderson no lugar de Artur; Miguel Garcia, Paulão, Rodríguez e Sílvio), consegue ter apenas 16 golos sofridos em 19 jornadas, e, tem neste momento mais pontos conquistados do que tinha no ano passado com Domingos Paciência, também à 19ª jornada. Nas últimas rondas, o grande destaque no Braga vai para Lima, que já vai com 14 golos marcados neste campeonato, os mesmos que Oscar Cardozo (Benfica), tendo marcado um “hat-trick” contra o Gil Vicente.

O meio campo, com Custódio, Hugo Viana e Mossoró e o ataque, com Alan, Hélder Barbosa e Lima transitou da temporada passada, mas nesta época tem mostrado uma maior qualidade, conseguindo marcar mais golos.  

 

Por seu lado, o Marítimo não perdeu qualidade com a saída de Baba para o Sevilha e tem-se assumido como um forte candidato a garantir o 4º lugar da Liga portuguesa.

No início da época, muitos consideravam que esta equipa do Marítimo não era capaz de lutar pelos lugares europeus, mas os resultados afirmam precisamente o contrário. Neste momento, o Marítimo está com os mesmos pontos do Sporting e apresenta um futebol de muita qualidade, assentando a sua equipa base com jogadores que transitaram da época passada: Peçanha na baliza; Briguel, João Guilherme, Roberge e Luís Olim na defesa; Rafael Miranda, Roberto Sousa e Benachour no meio campo, e, Danilo Dias, Heldon e Sami no ataque. Nas últimas jornadas, destaco o desempenho de Danilo Dias que já tem 8 golos marcados neste campeonato, o que é na minha opinião um “score” muito bom para quem não joga a ponta-de-lança.

Aqui o mérito também tem que ser dado ao seu treinador, Pedro Martins, que com os mesmos jogadores do ano passado, que ficaram em 9º lugar no campeonato, conseguiu dar uma nova alma à equipa, dando-lhes a motivação suficiente para terem resultados bem melhores que aqueles que obtiveram no passado. E isto também é sinal de que a estabilidade nas equipas pode produzir resultados positivos não no imediato, mas mais tarde.

 

Concluindo e no meu ponto de vista, o Sporting de Braga e o Marítimo vão intrometer-se entre Benfica, FC Porto e Sporting até ao fim do campeonato, ficando pelo menos nos cinco primeiros lugares da Liga Zon Sagres.

 



publicado por Bruno Carvalho às 12:54
link do post | comentar


pesquisar neste blog
 
Equipa Minuto Zero'
Links
Também Tu Podes Participar!

Participa na Equipa Minuto Zero'

subscrever feeds
Arquivo

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010