Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Minuto Zero

A Semana Desportiva, minuto a minuto!

A Semana Desportiva, minuto a minuto!

Minuto Zero

07
Nov10

Porque ao Sábado se Destaca

Minuto Zero
Método e Continuidade vs Momento e Circunstâncias
A coragem de analisar por um processo contínuo e não pelos resultados

Hoje em dia parece que a grande generalidade dos comentadores desportivos se baseia nos resultados para proferir os seus comentários.
Aplicando isto ao conhecimento, parece que o saber prático é autónomo e não necessita da teoria para se credibilizar.
Para tentar a cada dia que passa, melhorar a minha cultura futebolística tento fazer evoluir o meu pensamento e as minhas ideias com base no passado e no presente. Aquilo a que eu chamo método e continuidade em virtude do momento e das circunstâncias.
Daí que muitas vezes a longo prazo tenha opiniões que são rejeitadas pela grande generalidade das pessoas, mas que às vezes a longo prazo produzem os seus efeitos.
Aplicando na prática esta minha ideologia desportiva, digo sem qualquer medo de me enganar que o Benfica não está pior que o ano passado, como todos dizem.
A minha argumentação é vasta e espacialmente é me impossível de frisar todos os dados que detenho.
Começando pelo principal, a formulação da equipa do Benfica. Fala-se das perdas de Di Maria e Ramires. Na minha modesta opinião, este argumento aparece apenas porque a equipa marca menos golos porque de fundamento não tem nenhum.
Ora vejamos, Carlos Martins é neste momento um dos melhores médios do Mundo. A sua forma actual fazia-lhe entrar em quase todas as selecções do Mundo. Por isso é estranho certos comentadores patentearem esta ideia e ao mesmo tempo terem saudades de Ramires.
Por outro lado não vejo grandes diferenças entre o Di Maria da primeira volta e o actual Gaitán. As suas assistências e arrancadas muito produtivas não ficam a anos- luz dos desequilíbrios operados por Di Maria na primeira metade da época do ano transacto.
Aimar apresenta uma capacidade física deveras reforçada e joga como poucos 10 na Europa.
Saviola sacrifica-se em prol da equipa e já leva quase tantas assistências na Liga como o ano passado na época inteira. 

Porque razão o Benfica marca menos golos?
Porque o Benfica ainda não jogou contra nenhuma equipa medíocre (8-1 Setúbal)(4-0 Belenenses), não jogou contra 9 (5-0 Leixões). Mas será que alguém já pensou nisso?
Por outro lado já alguém pensou que o Benfica na temporada transacta foi mais forte na segunda volta onde deu menos goleadas.
Já alguém pensou que o Benfica o ano passado teve duas oportunidades contra o Guimarães, ganhou o jogo de bola parada sem saber ler nem escrever e este ano teve dois golos anulados e mais uma mão cheia de oportunidades?
Já alguém se questionou no jogo Nacional-Benfica da época passada (equilibrado a 100%) e este ano o Nacional ganha com dois frangos de Roberto e 4/5 defesas espectaculares do seu guarda-redes?
Já alguém fez uma relação de causa e efeito entre o empate do ano passado em casa com o Marítimo e a derrota inicial com a Académica?
Ninguém, porque o momento e as circunstâncias falam mais alto.
O actual Benfica deu 2-0 no Sporting e podia ter dado mais, o ano passado ganhou apenas com uma excelente segunda parte. Ganhou 1-0 ao Braga tal como na pretérita época, mas com uma exibição claramente superior. Marcou 4 golos ao Lyon bem melhor do que marcar 5 ao Everton. Sofreu 3, mas isso deveu-se às substituições e não a um problema de qualidade da equipa. O Benfica actual perdeu contra o Schalke e o Lyon fora, o ano passado perdeu contra o AEK e o Poltava.
O Benfica actual cria tantas ou mais oportunidades por jogo do que o Benfica da época passada.
O Benfica da época passada revelou falta de inteligência e experiência nos jogos fora de casa a doer (2-0 Braga; 3-1 Porto; 4-1 Liverpool) tal como este ano para a Champions.
Analisando pelo método e pela continuidade sei ver que os acidentes que o Benfica teve no início de época foram fruto do momento e da circunstância. Mas em 30 jornadas o método e a continuidade querendo ou não prevalecer-se-ão.

E como gosto de tomar riscos e não de analisar apenas fruto do momento e das circunstâncias, tenho a coragem de afirmar que penso que o Benfica continua ser o principal candidato ao título e que esta época ainda será melhor que a época passada.(Aconteça o que acontecer após o clássico)


By João Perfeito