Domingo, 18 de Setembro de 2011
Área de Ensaio

Resultados, Análise e Estatísticas II

 

 

       Entrámos na segunda semana do Mundial, e o que se pode dizer é que o campeonato tem correspondido às melhores expectativas. Grandes jogos, equipas mais pequenas a fazer frente aos candidatos e resultados mais ou menos inesperados, tem sido isto a imagem de uma semana de Rugby World Cup.

 

      

No Grupo A, esta semana realizaram-se 3 jogos. Depois da derrota com a Nova Zelândia, a equipa de Tonga precisava de uma vitória sobre o Canadá para continuar a disputar o 3º lugar. Contudo os homens da América do Norte mostraram que o seu rugby, apesar de ser poucas vezes posto à prova, é de qualidade. A vitória do Canadá por 25-20, até nem expressa o domínio que Tonga teve no jogo. A selecção do Pacifico dominou a posse de bola e o território, mas um ensaio a menos ditou o resultado final. O homem do jogo foi o canadiano Adam Kleerberger.

 

       Dois dias depois os anfitriões receberam o Japão que tão boas indicações havia dado no jogo com a França. Mas a superioridade All-Black foi tal que os 83-7 até são escassos.  Na Nova Zelândia regressaram à titularidade Keven Mealamu ou Sam Withelock, enquanto que Dan Carter descansou, já a pensar na França. Os All-Blacks dominaram a posse de bola e transformaram-na em 13 ensaios, naquele que é o resultado mais desnivelado até agora.

 

       Ainda no grupo A, a França e o Canadá encontraram-se esta madrugada. A França venceu por 46-19, contudo os franceses, tal como com o Japão, voltaram a não impressionar, e até o seleccionador francês reconheceu que é preciso melhorar, apesar de o segundo lugar já não fugir. A França dominou a posse e o território, e os 4 ensaios permitiram o ponto bónus. O homem do jogo foi o francês Louis Picamoles, o excelente número 8.

 

       O Grupo B voltou à acção no dia 14, com a Escócia a encontrar a Geórgia. Foi uma vitória “feia” num jogo sem ensaios (15-6). A Escócia voltou a demonstrar problemas contra o fortíssimo pack avançado georgiano (aconteceu o mesmo com a Roménia), e as duas vitórias escocesas deixaram muitas interrogações no ar. A Escócia dominou a posse e o território, e o homem do jogo foi o escocês Kelly Brown.

 

       Quem não podia falhar era a Argentina, depois da derrota com a Inglaterra, um deslize dos Pumas acabava com as hipóteses da passagem aos quartos de final. Mas contra a Roménia os argentinos cumpriram e não deram hipóteses aos romenos. O resultado de 43-8 expressa bem a superioridade. A Argentina inteligentemente fugiu do confronto nos avançados (onde os romenos são superiores) e dominou a bola e o terreno, tendo passado o mais de 13 minutos na área de 22 metros da Roménia.

 

       Já esta madrugada a Inglaterra jogou com a Geórgia e infligiu a segunda derrota aos georgianos. O resultado de 41-10 deixa transparecer algumas falhas inglesas, que tal como os outros candidatos está longe do nível que se pretende. A posse de bola foi dividida e a Geórgia até dominou territorialmente, mas os 6 ensaios ingleses desequilibraram a contenda. O homem do jogo foi o “asa” georgiano Mamuka Gorgodze.

 

       O grupo C, apenas teve dois jogos desde a última semana. No dia 15 a Rússia defrontou os EUA. Depois das boas indicações americanas contra a Irlanda, os EUA voltaram a mostrar eficácia e bateram os estreantes russos por 13-6. Um ensaio bastou para os EUA se superiorizarem, num jogo fraco e sem grande atractividade. Os EUA foram superiores em todos os aspectos do jogo e os russos acusaram a falta de experiência.

 

       A grande surpresa foi mesmo a vitória da Irlanda sobre a Austrália. Num jogo sem ensaios (15-6) os irlandeses deram boa conta de si, e afastaram assim alguns “fantasmas”. A Austrália fica assim numa posição difícil, pois a Irlanda ganhou vantagem na luta pelo 1º lugar. Tudo indica que agora nos quartos de final iremos assistir a um Austrália África do Sul.

 

       Por fim o grupo D, continua a mostrar uma superioridade sul-africana, que venceu as Fiji por 49-3. A impressionante defesa sul-africana anulou por completo o eficaz jogo à mão das Fiji, e os 6 ensaios contra 0 mostram bem como foi o jogo. Dominando a posse de bola, tudo ficou mais fácil para os africanos, que ainda viram Danie Rossouw ser eleito homem do jogo (impressionante tanto a atacar como a defender).

 

       O último jogo deste grupo realizou-se já esta madrugada, com o País de Gales a vencer Samoa por 17-10. Neste momento o País de Gales é o mais forte candidato a passar aos quartos de final, e o jogo com as Fiji irá ser uma verdadeira batalha pelo apuramento, isto se as Fiji vencerem Samoa no próximo dia 25.

 

       Apesar das más horas dos jogos tem valido a pena assistir a este mundial. E com os grandes jogos a aproximarem-se a recomendação é mesmo perder umas de sono e ver rugby de qualidade superior.

 

By Pedro Santos 

 



publicado por Pedro Santos às 18:11
editado por Minuto Zero em 11/11/2011 às 11:03
link do post | comentar

1 a zero:
De Pedro Faria a 26 de Setembro de 2011 às 00:03
Caro amigo Pedro santos,

Grande jogo, em termos emocionais e taticos, entre a Argentina e a Escócia, na segunda parte a escocia estava dominar o jogo, mas um ensaio espetacular tipo tango caido do ceu de amorosino, deu a vitoria a Argentina. A Inglaterra teve um inicio de campeonato algo decepcionante, mas agora com esta vitoria de 67 - 3 frente a romenia, pode ter dado um safanão na motivação da equipa da rosa (a minha equipa favorita), as exibições da irlanda têm sido uma grande supresa com uma victoria exelente frente a russia de 62-17, grande exibição de Ronan O`Gara. E para finalizar adoro ver estas ilhas do pacifico a jogar, Samoa venceu as ilhas fiji, mas infelismente não tive a opurtuinidade de ver esse jogo.



De Pedro Santos a 26 de Setembro de 2011 às 02:03
caro pedro,

infleizmente devido a uma serie de factores não me tem sido possivel acompanhar os ultimos jogos do mundial.
em relação ao argentina-escocia, acho que essa é mesmo a imagem dos argentinos, a garra, a paixão e o acreditar até ao fim. há que contar sempre com os argentinos, enquanto houver jogo eles disputam-no. provavelmente a argentina irá acompanhar a inglaterra até aos quartos, visto que "apenas" os espera a Georgia e a Escocia terá de defrontar a Inglaterra.
A Inglaterra não terá tido um inicio decepccionante, a vitória com a Argentina (apertada, é certo) foi eficaz (e não espectacular) e contra a Geórgia sentiu-se o forte pack avançado georgiano. esta vitoria é apenas para confirmar que teremos a Inglaterra na disputa até ao fim.
A Irlanda é a surpresa, a vitoria contra a Australia foi fantastica, sobretudo pela forma como anularam as mais valias australianas. desta forma a irlanda garante (muito provavelmente) o 1º lugar e foge da Africa do Sul, indo jogar provavelmente, e é aposta pessoal, contra o País de Gales. Meias-Finais à vista para os irlandeses.
Em relação aos "pacificos" impressionam pela velocidade da execução. conseguem joagr muito bem em velocidade e têm um jogo à mão muito bom. e Samoa é muito superior às Fiji


Comentar post

pesquisar neste blog
 
Equipa Minuto Zero'
Links
Também Tu Podes Participar!

Participa na Equipa Minuto Zero'

subscrever feeds
Arquivo

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010