Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Minuto Zero

A Semana Desportiva, minuto a minuto!

A Semana Desportiva, minuto a minuto!

Minuto Zero

25
Jun11

Futebol de Verão

Minuto Zero

        1. Apesar de não puder ver tantos jogos quantos desejava do torneio, as minhas expectativas em relação a este mostraram-se acertadas.  A selecção espanhola, apresenta no certame, mais uma geração cheia de talento, sempre com um estilo, decalcado, na selecção senior, campeã do mundo e europeia.

        Desde De Gea, revelação do Atlético Madrid, até ao ataque onde brilham Adrián López, Mata e Muniain, este grupo deixa antever que a luta por um lugar na selecção principal nos próximos anos será agerrida.

        Em todos os sectores, mas especialmente no ataque e meio-campo, a rojita mostra um entendimento do jogo já muito amadurecido, revelando no entanto as fragilidades na formação de jogadores para a fase recuada, pelo menos, longe do nível de sectores mais adiantados... mas a culpa, nem me parece ser dos defesas, mas dos pequeños pibes que moram na frente.

 

        Pensando nas necessidades a médio prazo da equipa principal, jogadores como Didác, ou mesmo Montoya ou Azpillicueta, entrariam mais facilmente do que qualquer dos centrais, apesar das boas exibições de Botia ou Domínguez. No meio-campo, Thiago Alcantara e Herera, são feitos da mesma massa de jogadores como Xavi, Iniesta  ou Fabregas. O seu futebol, vive do passe e da temporização, funcionado como interiores voláteis, em constante troca de posição na busca da bola. Depois, conduzem esta como poucos. Thiago Alcantara, de quem o pai, Mazinho, ex-internacional brasileiro, dizia não ter grandes expectativas à pouco mais de um ano, mostra-se ao futebol mundial com uma classe enorme. Provavelmente vai estar no mundial Sub20 da Colombia no próximo mês, mas facto é, que esse futebol sub20, já não é mais o seu habiente. Se Cesc Fabregas chegar ao Barcelona este Verão (finalmente diga-se), custa querer que os culé possam prescindir de um talento destes. Talvés Fabregas tenha tempo de regressar à catalunha...

        Ainda no meio-campo, outro destaque, mas este, já é campeão do mundo. Javi Martinéz, será, provavelmente o jogador mais interessante de toda a rojita, pelo menos pensando num transfer imediato para a selecção principal. Com enorme capacidade física, não deixa de ter, no entanto, um entendimento do jogo e capacidade técnica assinalavel. Entre Busquets e Martinéz, Del Bosque terá certamente de perder algumas noites de sono na hora de escolher.

 

        Na frente, o rotativo ataque espanhol coloca Juan Mata, driblador em miniatura do Valência, também ele campeão do mundo, Adrián López e Iker Muniain. Este ultimo, ainda sub-20, será o jogador mais jovem de toda a selecção. Apareceu aos 16 anos, com a camisola do Atletic Bilbau, tornando-se não só o jogador mais jovem de La Liga, como também o seu mais jovem goleador. O seu futebol, vive das mudanças de velocidade e agilidade, aparecendo bem nos espaços de area, demonstrando uma belíssima capacidade goleadora. Físicamente frágil, não jogaria em muitas selecções por isso mesmo, mas em Espanha, joga-se bem junto à relva. Um caso serío para o futuro do futebol mundial.

 

        2. A preparação para a nova época continua, encerrada nos escritórios admnistrativos dos clubes nacionais. Em destaque, o Sporting coloca-se com uma atitude de resalvar. Vai conseguindo evitar a atenção dos meios de comunicação, garantindo reforços de vália.

        A aposta em Stjin Shaars e Wolfswinkel parece ser umas das mais interessantes. Vão ter de se habituar a um estilo de futebol bem distinto do holandês, mas para já, serão os dois grandes reforços. Um sobretudo com impacto imediato, outro mais resguardado para o médio prazo.

Mas como nem tudo é perfeito, provalvemente (espero não estar a dizer nenhum disparate que me venha arrepender) a contratação mais desnecessária deste defeso. Santiago Arias, jovem lateral colombiano. Já o vi jogar no torneio de Toulon, não me pareceu sequer, perto do pontencial de jogadores como Cedric Soares ou João Gonçalves, isto, já para não falar, em Ricardo Esgaio, provavelmente o maior talento actualmente na academia, que apostaria, dentro de pouco mais de um ano será profissional.

Rodriguez, Shaars, Wolfswinkel ou Rinaudo são opções seguras, mais valias. Carrillo é uma incognita, bem como Turan.

        A maior das dúvidas no entanto, será se este Sporting está, ou não preparado para ombrear com Benfica e Porto pelo título nacional.

 

        3. Grande vitória do Santos paulista na Libertadores. O jogo deixou a impersão de que se o treinador do Peñarol tem arriscado Urreta e Estoyanoff, desiquilibradores pela ala, a história pudia ter sido diferente.

        Para a história fica a festa dos meninos da vila, com Neymar e Ganso em plano de destaque. Quem deixou boas indicações foi Danilo, jovem lateral/médio-direito, colocado na orbita do Benfica. Não é nenhum Ramires aprimorado como se diz, mas sim um jogador com enorme capacidade física, com exelente técnica, mas longe de ser um recuperador ou eximio box-to-box. Na europa, deve mesmo tornar-se lateral. Fiquei com a sensação, que com trabalho, puderá tornar-se um jogador do nível de Daniel Alves e Maicon... veremos se passará por Portugal.

 

 

 

 

By Tiago Luís Santos

 

1 comentário

Comentar post