Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Minuto Zero

A Semana Desportiva, minuto a minuto!

A Semana Desportiva, minuto a minuto!

Minuto Zero

12
Mai11

Pelo nosso futebol – Tardes de Sábado bem passadas

Minuto Zero

Quem disse que o futebol de Sabado à tarde se resume aos frenéticos jogos da Premier League? Certo é que são um belissímo espetáculo, mas a verdade é que existe uma variedade, maior do que o aparente, de opções para se passar uma boa tarde de futebol.

 

Duas semanas, 2 jogos de escalões inferiores do nosso futebol (porque o tempo não dá mesmo para mais), mas sobretudo, dois exemplos de bom futebol:

 

Padroense vs Boavista e Varzim vs Gil Vicente.

 

No caso do primeiro, o resultado foi provavelmente o que menos contou. Ver novamente as camisolas axadresadas deu a sensação que está ali, na 2 Divisão, parte importante do património futebolístico português. Mais estranho do que ver o Boavista jogar na 2ª, é a expectativa de ver o Boavista dos velhos tempos emergir repentinamente e, nada. Em 2011, restam as camisolas, mas sobretudo a fantástica massa associada que não se cansa de apoiar o clube mesmo nesta fase de desterro.

Em pleno estádio do rival pela subida, Padroense, milhares de adeptos axadrezados juntaram-se no terreno do rival, promovendo uma incrível mancha humana que lotou o estádio.

Em campo, a sensação estranha, de imaginar o que poderia jogar este Boavista, lembrando sobretudo equipas passadas… o nível dos antigos campeões nacionais está agora num outro patamar. Uma equipa até algo cinzenta, com bons valores é certo, sobretudo atendendo a que joga na 2ª Divisão, mas um jogo muito descaracterizado. Sobretudo procurando neste jogo fora um resultado positivo (empate ou vitória), cedo se percebeu que o respeito pelo adversário foi levado demasiado à letra. Olhando para a tabela, o agora 2º classificado da 2º Divisão Zona Centro, até vem marcando bastantes golos. Os destaques, talvez os “velhinhos” Rui Dolores (ex-Beira-Mar) e Renato Queiroz (ex-Paços) ou o campeão nacional Mário Loja, mas tudo em rotações muito baixas (todos com 33 anos).

Do quezilento 0-0 emegiu no entanto o principal motivo para continuar a assitir à partida transmitida pelo Porto Canal: Silva, avançado de 24 anos, nascido em São Tomé, mas de nacionalidade portuguesa. Avançado raçudo, embora não muito alto(1,75m) revela capacidade de resistir ao choque fora do comum. Com bola é vê-lo romper em potência… quase diria que é mais rápido com bola do que sem ela. Um diamante por lapidar, na próxima temporada será jogador do Paços de Ferreira.

 

 

Desta vez na Liga Oranjina, mais um belo espectáculo de futebol. Na Póvoa, o candidato à descida Varzim recebia o Gil Vicente, ainda com possibilidades de subida à primeira.

Mais do que o 1-3, para os naturalmente favoritos gilistas, ficam meia duzia de bons nomes para reter no contexto do futebol português.

Do lado do Varzim, clube que vai sobrevivendo com jogadores formados na cantera, muito por causa dos graves problemas financeiros que atravessa, sobressaem vários jogadores de bom potencial.

Neto, central de 22 anos, central com boa mobilidade, não tem uma estampa física impressionante, apesar de estar longe de ser fraco, mas compensa em capacidade para ler os lances e antecipação, quanto baste para jogar na Liga Zon em muitas equipas. Para além disso saí bem a jogar com bola, tem capacidade de passe e recupera rápido. Bem trabalhado está aqui um belo central sem dúvida. No meio-campo, com o 10, Tiago Terroso, esquerdino talentoso, de 23 anos, mostra-se a clubes de maior dimensão esta temporada com belíssimas exibições. Pode jogar ao cento ou na esquerda do meio-campo, tem um pé esquerdo de grande classe. Precisa, tal como Neto de dar o salto quanto antes.

Depois dois miúdos, Salvador Agra, extremo habilidoso, e o jovem ponta-de-lança Rafael Lopes, avançado de boa mobilidade e facilidade de remate. Ambos  jogadores da selecção sub-20, prometem mostrar o seu valor no mundial da Colômbia, depois uma boa época no Varzim.

Do lado do Gil dois belíssimos talentos. Zé Luis, Cabo-Verdiano de 20 anos, feitos já este ano. Ponta-de-lança com boa impulsão, alto, cabeceia bem e ainda joga bem com os pés. Bom finalizador, impressiona pela capacidade física. Penso que bem trabalhado será um dos melhores ponta-de-lanças a jogar em Portugal no futuro.

Entrado apenas para o último quarto de hora, Hugo Viera, avançado que faz todas as posições do ataque, tanto como extremo ou nas costas do avançado, virou literalmente o jogo de “pernas para o ar”. Vindo de lesão complicada, mostrou em vários lances uma rara capacidade técnica, esclarecido, ainda ofereceu um golo a Zé Luís. O lance que fica na memória merecia no entanto melhor sorte. À entrada da área do Varzim, tira dois adversários da frente com um golpe de rins incrível… infelizmente a bola ressaltou no calcanhar evitando que ficasse na cara do guarda-redes de negro.

Ambos são apontados ao Braga para a próxima época.

 

 

 

Nota do Director:

 

Face ao actual período de exames, e sendo a maioria da equipa estudante de Ciências da Comunicação na Universidade Nova de Lisboa, alguns artigos poderão sair com algum atraso. Por esse motivo fica o sincero pedido de desculpas da administração, esperando puder retomar a normalidade em breve.

 

 

 

By Tiago Luís Santos