Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Minuto Zero

A Semana Desportiva, minuto a minuto!

A Semana Desportiva, minuto a minuto!

Minuto Zero

21
Out10

Steve Field

Minuto Zero
Benfica – Lyon: carências do futebol português

Ao analisar a vitória justa do Lyon (na verdade, pecou por escassa), facilmente entendi que Jorge Jesus teve uma grande quota-parte desta derrota. É certo que falar depois do jogo é fácil e que ser treinador de bancada ainda mais fácil é, mas Jorge Jesus errou. Errou ao jogar olhos nos olhos com uma equipa que, apesar de ocupar os últimos lugares do campeonato Francês é, efectivamente, superior ao Benfica, por mais difícil que no custe a acreditar, o que provocou terríveis contra-ataques de uma equipa recheada de bons jogadores. Este erro levou a erros na colocação da equipa em jogo, entre os quais jogar Carlos Martins e Aimar na mesma equipa num jogo onde se pediam muitas tarefas defensivas.

Este erro levou-me a pensar no que é realmente o futebol português: por mais que queiramos, Portugal dificilmente atingirá um nível semelhante ao de um campeonato como o Francês e o Alemão, devendo contentar-se, no máximo, com o 6º lugar no ranking de melhor campeonato europeu, e já sendo bastante optimista. O Lyon e o Shalke (embora esta equipa seja vulgar neste momento), mesmo estando péssimo nos seus campeonatos, mereceram vencer os jogos contra a segunda melhor equipa nacional do momento. Pode parecer ridículo, mas é a verdade.

As equipas portuguesas quando defrontam equipas superiores, mesmo estas estando em maus momentos ou as portuguesas em grandes momentos, não se podem guiar só pelo presente imediato mas também pelo peso da equipa adversária, sobretudo quando se joga fora de casa. Só com este respeito e humildade, jogando um pouco mais na expectativa (coisa que o Benfica nunca consegue fazer, daí a goleada o ano passado no reduto do Liverpool que, curiosamente, também estava num mau momento) podem bater o pé a equipas efectivamente superiores. Foi o que faltou ao Benfica ontem e no jogo da Alemanha, que pode perder uma oportunidade que terá poucas nos próximos anos, o de passar à fase seguinte da liga milionária, já que mesmo não sendo a equipa mais forte, este grupo foi o mais fácil que podia ter saído no sorteio.

by Steve Grácio

1 comentário

Comentar post