1 a zero:
De Pedro a 30 de Março de 2011 às 22:42
Como deves ter calculado ao escrever isso, sabes que eu não estou de acordo contigo. Essas estralas de quem tu falas, são jogadores que para ser estrelas tiveram de trabalhar bastante... Kobe, James, Durant,Rose, a diferenca entre ser uma estrelinha e um Jogador de um outro planeta reflete se ai... Rose e Durant sem duvida dos melhoras na liga.... mas Rose e durant sao os jogadores dos 4 por exemplo de quem eu falei em cima que tem o menor porcentagem do top 10 dos marcadores da liga.... James sendo o 2 melhor e apenas com 1.5 pontos a menos tem uma porcentagem de 5% melhor...l ambos sabemos. Kobe e o lider dos buzzer beaters na liga... Para nao falar de James que ja meteu alguns muito importantes (Vs Orlando por exemple) se voltarmos a atras e pegarmos em Durant, ele ja teve alguns para nao dizer muitos na mao e so ainda marcou 1!!!


Por isso continuo a pensar que os salarios assim estao muito bem e cada um recebe o que merece.... Love joga em Minnesota.... Iverson conseguiu levar os 76s a final em 2001 sozinho.... um exemplo para Love? Penso que se ouver um Lockout serei do lado dos jogadores mesmo que isso nao lhes mude a vida. Uma reducão dos salarios seria como um Come back ao comunisto, afinal um professor e un médico tambem nao ganham a mesma coisa!


Para mim ainda nao podemos meter rose ou durant ao pe de Lebron, Kobe, Pierce e Nowitski, porque esses sao grandes muito grandes!



De Óscar Morgado a 1 de Abril de 2011 às 13:36
Se formos a falar do Wade e do James, tenho que admitir que aquilo que eles ganham é bastante inferior aos restantes jogadores de categoria semelhante no resto da liga. E Dwight Howard tem o mundo às costas. E Kobe muitas vezes ainda tem, quando o resto não anda à mesma velocidade. Rose e Durant ainda não são melhores que Kobe e James? Concordo plenamente, ainda não provaram nem um décimo do que os outros dois.
Mas no que toca a um possível lockout o meu problema não é com aqueles que ganham 20 milhões ao ano e metem 30 pontos por jogo, mas sim com os que metem 10, 12, 13, e nas outras categorias também não correspondem. E esses sim estragam as hipóteses de equipas que podiam ser muito boas de ganhar títulos e fazer grandes coisas. E aí talvez contratos de 5 ou 6 anos com aumentos salariais de 10% todos os anos (muito superior à inflacção) não façam muito sentido. Não tenho ideias comunistas para o basquetebol, muito pelo contrário, acho que se todos na liga recebessem aquilo que valem tínhamos um melhor espectáculo todos os dias da semana.
Quanto às atitudes que vêm do Star Power, há vezes que eles se queixam e eu não tenho pena deles. Iniciativas como a de Lebron James (que devo dizer que não tem a culpa toda de deixar os Cavs na mão) e Chris Bosh de se juntarem uns com os outros e ganhar títulos eu apoio vivamente. E eles sacrificaram qualquer coisa para o fazer. São sempre estrelas, desde que joguem como tal. E aí ponho o exemplo do Iverson: foi o melhor enquanto jogou como o melhor. Ele deixou a dada altura de ser o melhor mas comportava-se como sendo o melhor e exigia tudo como se fosse o melhor, e queimou-se.


Comentar post