Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Minuto Zero

A Semana Desportiva, minuto a minuto!

A Semana Desportiva, minuto a minuto!

Minuto Zero

01
Dez10

Buzzer - Beater

Minuto Zero
Passagem do testemunho

         Esta semana vi um artigo muito interessante no NBA.com que falava do verão de Dwight Howard. Segundo consta o jogador passou meia dúzia de dias a treinar no seu jogo interior com a ex-estrela dos Houston Rockets e “Hall of Famer” Hakeem Olajuwon (1ª escolha de draft do ano em que Michael Jordan entrou na NBA).
Fonte: statesman.com

         Um vídeo destacado no mesmo artigo mostrava alguns exercícios ofensivos realizados pelos dois. Apesar de por já dois anos consecutivos Howard ter ganho o prémio de melhor defesa da liga, e de ser, discutivelmente, o melhor poste a jogar na actualidade, o seu jogo ofensivo não se encontra no mesmo patamar de excelência do defensivo.  E aqui entra Olajuwon: o “Dream” era um jogador exímio do seu trabalho de pés, e com um lançamento de curta distância mortífero para a equipa adversária, tornou-se num dos melhores de sempre na posição.
         Olajuwon já o tinha feito com Yao Ming há alguns anos; Scottie Pippen também com Kirk Hinrich. No fundo parece-me óptimo que antigas estrelas passem o seu testemunho aos talentos de hoje (não sei até que ponto este tipo de coisas serão pagas ou não), mesmo sem serem treinadores de desenvolvimento específicos nas equipas.
E muitas vezes não quer dizer que todos consigam transmitir com a mesma eficácia aquilo que outrora conseguiam fazer tão bem em campo. Howard afirma, ainda no mesmo artigo, que num dado momento apenas estava sentado na casa de Olajuwon a conversar com este, e que o simples facto de poder conhecer um dos seus ídolos e de saber as suas perspectivas na posição e na modalidade em si lhe dava motivação para levar o seu jogo para um nível diferente. Parece-me a mim este o verdadeiro poder de estrelas como Olajuwon – a confiança que conseguem de facto transmitir àqueles que os procuram.
E o destaque positivo vai mesmo para Dwight Howard: nos últimos 3 jogos averbou 23, 32 e 9 pontos (contra Cleveland, Washignton e Detroit respectivamente) e 11, 11 e 14 ressaltos (mesmos 3 jogos), e começa a notar-se este trabalho ofensivo que tem vindo a desenvolver: a sua média pontual está nos 21.8 por jogo quando na época passada foi apenas de 18.3. E nem por isso os seus índices defensivos têm andado a diminuir: 1.2 roubos de bola por jogo (melhor que qualquer época sua até agora) e 2.4 desarmes de lançamento por jogo, superior à sua média de carreira de 2.1.
Negativamente terei que destacar o incidente do jogo entre Miami e Washington: Hilton Armstrong, poste dos Wizards, derrubou Joel Anthony (poste de Miami) a meio do ar enquanto este fazia um lançamento. Em seguida o seu colega Juwan Howard empurrou Armstrong para o chão. Boa decisão dos árbitros que excluíram os dois da partida, mas fraca atitude desportiva  de Armstrong. Não tanto de Howard, mas as regras quanto à violência em jogo são claras.

by Óscar Morgado

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.