Domingo, 31 de Outubro de 2010
Fogo sem Fumo

Coração de Leão

O leitor ao ler o título poderá pensar que ao dar a conhecer ao mundo o meu grande amor pelo Sporting, que irei enaltecer os seus feitos e acabar com um apelo à esperança dos sportinguistas para a presente época. Não se enganará totalmente se, ao ler apenas o título, descer no blogue e começar a ler outro texto, visto que este será dedicado a falar do Reino do Leão. Para terminar o suspense, vou falar de Ricardo Sá Pinto. Este domingo, o antigo jogador do Sporting estará precisamente do outro lado da barricada, sentado no banco do União de Leiria como técnico-adjunto para defrontar a equipa de Alvalade. A sua carreira e a sua atitude merecem uma reflexão.
“Há momentos na história em que nascem homens destinados a serem líderes. Homens com garra e coração, que com esforço e dedicação, com amor e paixão se tornam símbolos imortais.” É desta forma que um adepto leonino define Sá Pinto num tributo publicado na Internet. Ricardo Sá Pinto é daqueles jogadores que deixam saudades, a garra e a força de vontade que demonstrava em campo eram inspiradoras para qualquer sportinguista, a forma com que erguia os braços para as bancadas e por último, o modo como festejava os golos do Sporting. Nunca me hei-de esquecer de uma célebre exortação que fez à Juventude Leonina durante um jogo no Estádio da Luz (imagem do texto). E se ele puxava pela Juve Leo, ela retribuía com cânticos e tarjas, tendo apelidado Sá Pinto de Ricardo “Coração de Leão”. Hoje já não  há“amores” destes por um clube de futebol, Sá Pinto era do verde, mas do verde do emblema, não do verde das notas. Tinha amor pelo clube. Para classificar a sua atitude ao longo dos anos nada melhor que o lema do Sporting: “Esforço, Dedicação, Devoção e Glória”. Jogadores como este não aparecem todos os anos, são raros, pois a entrega ao clube há muito foi ultrapassada pela vontade de progredir na carreira. Hoje, os clubes são vistos como trampolins quer para grandes colossos europeus quer para presenças na selecção.
O temperamento e a impulsividade de Sá Pinto podem ter-lhe causado alguns problemas na carreira, quem sabe se não o afastarem mesmo de uma grande carreira ao nível europeu. Contudo, são estas duas características que o tornam inigualável e eternamente louvado nas hostes leoninas. O Sporting e os seus adeptos sabem recompensar aqueles que têm uma atitude de grandeza para com o clube. Um dia ,sei que regressará. Alvalade é a sua casa. Dessa vez, ficará por muito tempo e ao contrário das duas últimas situações, sairá pela porta grande. É o meu desejo. Sá Pinto merece. Não há sportinguista (daqueles verdadeiramente Leões) que não partilhe o mesmo sentimento que eu quanto a este grande senhor. Para terminar, fica apenas um Muito Obrigado por tudo o que Ricardo Sá Pinto fez pelo Sporting!
Fonte: Blogue A Firma Forte 76

by Alexandre Poço


publicado por Minuto Zero às 10:00
link do post | comentar

pesquisar neste blog
 
Equipa Minuto Zero'
Links
Também Tu Podes Participar!

Participa na Equipa Minuto Zero'

subscrever feeds
Arquivo

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010