Terça-feira, 26 de Outubro de 2010
Em Frente
Adepto Leonino

Uns têm a fama e o proveito, outros nem uma coisa, nem outra. Uns têm a fama de colocar multidões no estádio, outros vão ganhando a fama de ter os adeptos afastados dos diferentes estádios. E eu, bem, eu estou aqui para desmitificar que os adeptos leoninos, no seguimento de piores resultados desportivos, têm por hábito afastar-se da equipa.

O raciocínio até podia ser bastante breve relembrando que ainda no ano passado, o Sporting Clube de Portugal, a meio de uma época desastrosa, levou mais de cinco mil adeptos a Madrid para o jogo da Liga Europa contra o Atlético local. Foi a segunda maior deslocação da massa adepta de um clube português ao estrangeiro, a contar para uma eliminatória de uma competição europeia. Curiosamente a primeira foi igualmente a Madrid, novamente pelos adeptos do mesmo clube e, novamente num período negro da história do clube: O jejum dos dezoito anos sem vencer o campeonato nacional. Foi na época de 1994/1995, num jogo contra o Real Madrid (que acabaria por vencer por 1-0), sendo que na altura mais de dez mil adeptos marcaram presença no Santiago Bernabéu.

Mas, mesmo em território nacional, o Sporting sempre foi alvo de grandes deslocações, como, por exemplo, a ida de vinte mil adeptos ao antigo Estádio da Luz, em 1999/2000, em jogo a contar para a Taça de Portugal (vitória leonina por 1-3). Foi a época do título nacional conquistado por Acosta e companhia, é certo, mas recorde-se que toda essa caminhada teve um início atribulado, com maus resultados e consequente demissão do treinador. E, somente devido ao apoio constante da massa adepta - infelizmente nesse período habituada a ficar arredada da corrida pelo título no Natal – conseguiu-se criar um ambiente em redor da equipa, que assim conseguiu ultrapassar esse mau inicio de época. E, diga-se, por alguma coisa a Juventude Leonina à época, era considerada uma das grandes da Europa, devido a inúmeros jovens que aprenderam a ser Sportinguistas durante o pior período do clube e que tudo faziam para marcar presença no estádio.

“Ah, mas isso foi no passado. E agora?” Agora, o Sporting continua a ser a par do Benfica o clube que coloca mais adeptos nos estádios. Em Paços de Ferreira, como o presidente do clube local fez questão de referir, tratou-se da maior assistência num espaço temporal de cinco anos. Na Figueira da Foz (onde na época 2002/2003, no jogo que opôs Académica e Sporting, se teve que fechar os portões, devido à enchente notada nas bancadas antes do encontro, ficando um grande número de Sportinguistas com bilhete pago no exterior), a zona destinada aos adeptos leoninos estava cheia, tal como em Aveiro e tal como no Estádio do Estoril, este último totalmente lotado por adeptos Sportinguistas. 

Fonte: Adepto Leonino
Em casa as assistências não têm sido nada por aí além? Não, mas sendo o Sporting um clube de Portugal e não de Lisboa, é normal que os jogos realizados às segundas-feiras e às quintas-feiras, como tem acontecido na maioria dos encontros tenham piores assistências. Assim só me resta afirmar que falar de um eventual afastamento dos adeptos ao clube é totalmente especulativo, tratando-se dos adeptos Sportinguistas dos mais fiéis que existem, capazes de suportar maus momentos, festejando em caso de vitória, mas sempre presentes.

(Uma última nota relativa ao Professor Moniz Pereira, que entretanto já teve alta. Uma saúde notável para quem tem oitenta e nove anos)

Saudações Leoninas,

by Jorge Sousa


publicado por Minuto Zero às 09:31
link do post | comentar

pesquisar neste blog
 
Equipa Minuto Zero'
Links
Também Tu Podes Participar!

Participa na Equipa Minuto Zero'

subscrever feeds
Arquivo

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010