Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Minuto Zero

A Semana Desportiva, minuto a minuto!

A Semana Desportiva, minuto a minuto!

Minuto Zero

13
Out10

As nossas selecções

Minuto Zero
Selecção sub-23

Orientada por Agostinho Oliveira, a selecção sub-23 foi recuperada neste final momento de transição do pontificado de Carlos Queiroz para Paulo Bento.
A ideia: ser um local de transição para jogadores jovens, que são produto do processo de formação (até sub-21) poderem continuar a treinar e jogar em ambiente de selecção, funcionando como “celeiro”, como referiu Agostinho Oliveira, da selecção AA.
Dentro da primeira fornada de sub-23, alguns dos nomes mais interessantes do futebol português, não diria jogadores de top neste momento, até porque se o fossem estariam na selecção AA mas com algum interesse para o médio prazo.


Ukra

retirado de: 
                                                            newshopper.sulekha.com


Mais um extremo da formação do Futebol Clube do Porto, jogou a época passada no Olhanense, segundo ano como sénior, está agora no clube onde se formou. Tem tido esporádicas oportunidades. Rápido, tecnicista, cruza bem, típico extremo português; é destro, joga tanto à direita como á esquerda. Não é um grande finalizador, o seu jogo passa muito mais pela procura da linha de fundo. Daí também as muitas assistências.

M. Lopes

Estranhamente (a meu ver) afastado da equipa principal do Porto, está emprestado ao Bétis, onde se aguarda  com expectativa o seu desenvolvimento. Sobe muito bem, mas ainda não controla muito bem os tempos de subida\descida pela ala. Um lateral ofensivo, com pulmão. Pode ser um lateral-direito de futuro para a selecção principal.


Vieirinha

retirado de:
academia-de-talentos.com

Saiu do Porto de Jesualdo com poucos minutos, mas mesmo ai mostrou que é um jogador de qualidade e com boa margem de progressão. Não parece tão rápido como Ukra, mas é mais “maduro” na forma como se incluí nos lances ofensivos, sobretudo pela esquerda, onde em diagonal procura o seu pé direito. Remata bem, na Grécia, onde já foi o jogador do ano, marca com regularidade. Espreita uma oportunidade mas na selecção AA existem muitos jogadores de qualidade para a sua posição.


João Ribeiro

È um extremo de raiz, foi com esse rotulo que chegou este Verão ao Vitória de Manuel Machado. Em 4x4x2 losango no clube, joga como falso 10, prescindindo da função de organizador, procurando movimentos de ruptura com bola em velocidade, caindo nas faixas por vezes. Esquerdino, apareceu nestes sub-23 como 10 num 4x2x3x1, falta-lhe capacidade para organizar e cultura de posição. Um crescimento interessante.

Outras selecções:

Nélson Oliveira (sub-20)

Emprestado pelo Benfica ao Paços de Ferreira, este ponta-de-lança de 19 anos procura sobretudo em movimentos de aproximação aos médios tirar partido da sua boa capacidade técnica e condução de bola. Na área movimenta-se bem e tem mostrado neste primeiro ano como sénior bons índices de finalização. Um avançado de muito talento para o futuro da selecção.


Rui Silva (sub-21)

Saiu do Chaves para o Everton de Inglaterra, onde este ano tem tido poucas oportunidades. No primeiro ano como sénior fez 15 golos na liga de Honra. Movimenta-se bem na área, cabeceia bem e remata com os dois pés. Mais posicional, luta bastante entre os centrais e sabe quando atacar a bola. Um excelente projecto de ponta-de-lança com muita margem para progredir e que está num bom local para aprender.


Sérgio Oliveira (sub-20)

Ficou conhecido por ter no seu contrato uma clausula de rescisão de 30 milhões de euros, contrato celebrado com o Futebol Clube do Porto, clube que o formou e o qual o emprestou ao Beira-Mar esta temporada (primeira como sénior). Começou como pivô-defensivo, mas pela sua capacidade técnica e visão de jogo fora do normal para a sua idade foi subindo no terreno jogando como 8 ou 10. Parece no entanto ser como pivô que o seu futebol fluí com maior naturalidade, dominando bem os espaços e estando um passo à frente de todos os outros pela sua inata capacidade para ler o jogo, forte fisicamente, domina bem no jogo aéreo.  Não se tem imposto no Beira-Mar, mas é muito cedo para se retirar elações.


 By Tiago Santos