Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Minuto Zero

A Semana Desportiva, minuto a minuto!

A Semana Desportiva, minuto a minuto!

Minuto Zero

11
Jan11

Buzzer - Beater

Minuto Zero

Dream Teams (mas só em sonhos)

         Esta semana lembrei-me de deixar aqui umas ideias para fazer pensar. Como é sabido quase todos os atletas de quase todas as modalidades têm um prime, um período áureo de rendimento desportivo, onde são os mais eficazes possíveis. Implica essencialmente a idade do jogador, mas também a sua resistência física a lesões, entre outros factores. Então pus-me a pensar nas Dream Teams que há por essa NBA, com jogadores para lá do seu prime, mas que já tiveram um invejável prime. Que impacto teriam algumas equipas se o seu plantel estivesse todo no auge da carreira (imaginem não estas hipóteses todas em conjunto, pois ainda seria mais improvável que o que já é, mas sim individualmente)? Vejamos…
Philadelphia 70sixers: Elton Brand no auge seria o suficiente para tornar esta equipa diferente. O ex homem forte dos Clippers ao lado de Iguodala seria um duo dinâmico na liga.
Milwaukee Bucks: Com o Michael Redd de há uns dois ou três anos ao lado de Jennings, esta equipa teria seguramente um dos alinhamentos exteriores mais competitivos na NBA.
Boston Celtics: Eu sei, eu sei, aqui as coisas têm um carácter mais ridículo que em qualquer outro exemplo. O Rondo (top 5 de bases da liga) e o Pierce (um dos melhores extremos de sempre dos Celtics) de hoje com o Ray Allen (dos melhores atiradores de sempre), Kevin Garnett (ex-MVP) e Shaquille O’neal (também ex-MVP e ex-força mais dominante das tabelas de meados dos anos 90 a meados dos anos 2000)? Ridículo de mais!
Atlanta Hawks: O Mike Bibby de Sacramento há uns 7 anos e esta equipa estaria completa.
Orlando Magic: Eles estão a lutar pelo título com o plantel actual. Mas e com um Arenas que resolve qualquer jogo para lá dos 3 pontos? E com o actual Dwight Howard que resolve muitos debaixo das tabelas? Ouch…
Dallas Mavericks: Com Dirk Nowitzki a fazer uma temporada do mesmo calibre der 2006 quando foi eleito MVP, a questão passa para…Jason Kidd. Durante muitos anos era o melhor da sua posição, e dentro do grupo dos veteranos, provavelmente ele e Steve Nash são os que não decaíram totalmente com a idade. Mas esperem, há mais: alguém se lembra do Matrix, Shawn Marion, quando jogava em Phoenix? É que eu lembro-me, e pagaria bem para o ver de novo…
Detroit Pistons: A equipa do meu coração estaria neste ano a dar-me muitas alegrias se Tracy Mcgrady não tivesse os seus problemas crónicos de joelho. Quando um jogador consegue marcar 13 pontos em 30 segundos, algo de muitíssimo bom se passa(va) com ele. Que saudades do T-Mac. Se ele voltasse à sua forma antiga entretanto, Detroit ainda ia a Playoff, e provavelmente não se ficava pela 1ª ronda.
Toronto Raptors: Não os tornaria uma equipa de elite, mas com o grande Peja Stojakovic ex-Sacramento Kings e ex-New Orleans Hornets, os resultados seriam muito diferentes.
Phoenix Suns: Steve Nash, duas vezes consecutivas MVP, Vincent Carter, a.k.a. Vinsanity (que na minha opinião teve o melhor afundanço de qualquer concurso destes de sempre), e Grant Hill dos tempos de Orlando? Wow…
Portland Trailblazers: Não se qualifica de forma alguma para a qualidade de veterano fora do seu prime, mas Greg Oden a ser o jogador que se adivinhava não fossem as suas gravíssimas lesões e Portland teria um Big 3 (Roy, que também está com muitos problemas de lesões, Aldridge e Oden) para desafiar a NBA inteira.
Fonte: astantin.com
Dá que pensar não é? Para aqueles que não conhecerem algum dos nomes tentem ir pesquisar e entenderão muito melhor o significado desta crónica. E alguns destes nomes podiam muito bem estar no prime de que falo (Redd, Brand, Arenas, Marion, Mcgrady, Carter). Que liga diferente (e melhor!) que teríamos.
         Destaques. A nível positivo destaco os Cleveland Cavaliers e Ted Williams. O mendigo que fez sensação na Internet com a sua espantosa voz de rádio conseguiu um emprego na Quicken Loans Arena (em Cleveland) onde provavelmente irá fazer trabalhos de voz-off. Muito boa decisão por parte da gestão da equipa. Mas esta parece a única boa notícia a vir daquela cidade nestes dias. A nível negativo a menção é para… os Cleveland Cavaliers. Nos últimos dez jogos perderam…dez. São actualmente a pior equipa da liga. E com a lesão de Anderson Varejão perdem alguma possibilidade de terem jogadores em forma para serem apetecíveis a trocar com outras equipas.

by Óscar Morgado

Nota: devido a questões pessoais dos colaboradores, as crónicas semanais Em Frente (de Jorge Sousa) e Buzzer - Beater (de Óscar Morgado) serão publicadas em ordem inversa, pelo que amanhã, dia 12 de Janeiro, será publicada a participação de Jorge Sousa.