1 a zero:
De Tiago Santos a 18 de Julho de 2012 às 17:42
Começo a ficar preocupado com o numero de contratações para posições onde o plantel não estava claramente necessitado... Labyad é um jovem nao foi caro entende-se... Gelson Fernandes dificilmente será titular com Rinaudo e Shaars na equipa pelo que foi um investimento algum excessivo para quem tem Adrien, André Santos, ou mesmo Andre Martins e Elias (com outro perfil)... acho desnecessario e ainda por cima nao foi barato.
Quanto a Pranjic é o mais gritante.. no Bayern só jogava como lateral equerdo, mas com Insua nao faz grande sentido ... pode jogar no meio campo mas nao acredito. Pelo ordenado que deve vir ganhar (apesar de vir a custo 0) parece-me totalmente descabido (talves me engane). Falar que pode ainda chegar Rojo (mais um para lateral esquerda) parece me ainda mais abusivo, sobretudo quando olhamos para o lado direito onde Arias nao parece ser de facto aposta e Cedric envolve alguns riscos e pode nao se afirmar de imediato... (talves dai a aposta em Boulahoz que pode jogar na direita...)
Em suma.. acho que ha problemas por resolver e excesso de recursos em certos sectores que nao so complicam as contas da equipa como aumentam em mt uma folha salarial ja imcomportavel. Fica a faltar uma opção diferente para o ataque, e ficam a faltar vender alguem (o que pode abrir novos problemas)
O que plantel tem qualidade... tem. Que tem mts soluções ... tem... mas que parece tudo em demasia, isso é obvio. Vamos ver no que dá


De João Perfeito a 18 de Julho de 2012 às 18:27
Na minha opinião as hipóteses de título para o Sporting são mais uma vez iguais a 0.
A nível de individualidades a equipa reforçasse cada vez mais, mas em termos de qualidade fica ainda muito aquem dos rivais Porto e Benfica.
Começando pela baliza Patrício no Europeu mostrou ser apenas um bom guarda-redes, muito longe de ser de top. Helton é a regularidade que sabemos, Artur não é de top, mas é mais eficaz.
Do ponto de vista defensivo apesar de Xandão e Onyewu serem bons jogadores estão claramente atrás dos internacionais Luisão e Garay do Benfica. No Porto, Rolando deve sar, porque imagine-se ia para o banco, face ao também internacional argentino Otamendi e ao promissor Maicon. Na lateral esquerda se ÁLvaro Pereira sair o Sporting ganha vantagem, visto o Benfica estar longe de acertar em mais um contratação para este sector.
No meio-campo apesar de tantas opções, o Sporting terá enormes problemas. Rinaudo, André Martins, Elias, Matias, Schaars, Adrien Silva, Gelson Fernandes, Labyad. 8 jogadores para 3 lugares. Todos ambicionam ser titulares, todos são bons jogadores mas nenhum é jogador de top. Do outro lado da segunda circular o Benfica tem um fantástico pivot (Javi Garcia) que só não é internacional porque a Espanha tem o melhor meio-campo da história do futebol. Witsel é um das maiores promessas do futebol europeu. seguido pelos colossos europeus. Do lado do Porto Moutinho é neste momento dos melhores médios do Mundo, Lucho é um jogador com uma maturidade rara no futebol europeu e Fernando não comprendo como ainda não chegou à selecção brasileira. Nas alas do FC Porto Hulk é incrível, não é preciso dize mais nada. James é um dos maiores prodígios do futebol Mundial e Varela vem renascido por um Europeu de alta qualidade, face ao tempo que jogou. O Benfica tem um internacional argentino também cobiçado pelos tubarões europeus (Gaitán) e tem dos maiores extremos/alas com capacidade para marcar golos- Nolito e Bruno César apesar de outras limitações que tem. Izmailov é irregular, face às lesões. Jeffrén prima pelo mesmo diapasão. Carillo é apenas uma promessa, mas ainda longe dos níveis de James por exemplo. E Capel é tambem muito irregular e ainda não percebeu que tem de soltar a bola em vez de fazer corridas malucas.
Na frente de ataque Wolfswinkel é uma promessa. Janko e Kléber dão menos garantias, mas as soluções de finalização no Porto também são bem mais alargadas.
Do lado do Benfica Cardozo é somente o jogador com melhor média de golos em clássicos (superior a Jardel) e o último desde Jardel a marcar 26 golos, para além de estar entre os 25 avançados com melhor média de golos da Champions desde 1997/1998.
Individualmente penso que é fácil perceber porque razão o Sporting é posto de lado.
Colectivamente é uma equipa muitíssimo irregular tanto capaz de ganhar ao City como perder com o Setúbal. Muito intermitente e com uma capacidade forasteira altamente fraca para uma equipa candidata ao título.
Continuará a jogar na Liga Europa, fora dos milhões e visibilidade da Champions, os seus jogadores serão assim menos competitivos ao longo do ano.
Tem tudo para ir longe na Europa (visto que de todas as equipas que ficam fora da Champions) nenhuma é claramente superior ao Sporting. Outro indicador que não permitirá à equipa estar fortíssima nas derradeiras jornadas do campeonato.
Na minha opinião o Sporting em vez de andar o tempo todo a contratar internacionais devia olhar mais para o mercado nacional. Veja-se o exemplo do Braga que com Custódio e Viana (formados em Alvalade- coincidência ou talvez não), com um goleador como Lima, um desequilibrador regular como Alan e agora um bom guarda-redes como Beto tem mais condições para ser regular que o Sporting.
Com menos recursos financeiros e uma massa adepta claramente inferior...

Dá que pensar...


De Cláudio a 18 de Julho de 2012 às 18:53
Sinceramente estou longe de considerar o Sporting um real candidato ao título. Acredito que o Braga terá muita mais capacidade para andar nessa luta do que propriamente o Sporting.

Parecem estar a repetir os mesmo erros das épocas passada com a contratação de jogadores que poucos ou nenhuns benefícios vieram trazer à equipa.

O Sporting tinha uma equipa muito mais competitiva quando apostava nos jogadores da formação do que quando começaram a contratar jogadores sem mais nem menos, como na época passada.

Esta tentativa do clube ombrear nos valores gastos a nível de transferências com Benfica e Porto não trará nada de bom ao clube num futuro próximo. E acho que isto vai custar muito caro ao sporting.

Sá Pinto pode até ser bom treinador, mas se começar como Domingos o ano passado começou irá ter o mesmo destino. Paciência era um bom treinador e não foi por isso que o Sporting melhor efectivamente.

Para bem do futebol gostaria de ver o Sporting dar mais luta, mas com estes sucessivos erros na política de transferências e com a má gestão de uma direcção, bem reflectida num presidente com pouco ou nenhum espírito de liderança, parece-me quase impossível


De Só por desporto a 21 de Julho de 2012 às 02:14
Há muito que seguimos este blog e é muito interessante. Temos tb adicionado o vosso blog na nossa lista de preferências. Se estiverem interessados em fazer parceria digam alguma coisa.
Abralis


Comentar post