1 a zero:
De João Perfeito a 11 de Abril de 2012 às 12:28
Penso claramente que o desfecho desta jornada abriu claramente as portas para o Porto conquistar o seu 6º título nos últimos 7 anos.
Com a chegada de Lucho o Porto recuperou o meio-campo mas mais importante recuperou o espírito de viória.
Quanto ao Benfica parece-me injusto esta constante crítica da comunicação social a Jorge Jesus. Primeiro acho que antes de se falar se fica ou via embora, tem que se saber quem o pode substituir. Na minha opinião não existe um único treinador português viável para o Benfica (que esteja interessado).
Depois por outro lado o Benfica conseguiu este ano figurar entre os 8 melhores da Europa eliminando somente o campeão inglês de 5 das últimas 6 edições.
Acho que o futebol português está a evoluir e por isso a qualidade dos jogadores em Portugal está cosntantemente a aumentar. Não tenho dúvidas que este Benfica ou até o Braga destronariam o tetra Porto (à excepção de 2007/2008).
Acho contudo que o Benfica tem uma grande mutação de confiança, sendo uma equipa desequilibrada emocionalmente, à imagem do seu treinador. Falta aos jogadores acreditarem mais quando as coisas correm menos bem.
Por isso acho que Jorge Jesus fez um excelente trabalho no Benfica, mas penso que falta "itilianizar" a equipa do Benfica. Nada melhor que um treinador estrangeiro para consolidar colectivamente o que individualmente Jesus potenciou. Nesta óptica cho que Jorge Jesus deve de sair pela porta grande e com uma choruda cláusula de rescição- como gratidão por tudo o que deixou.
Quanto ao Sporting tem provado claramente que a continuar assim, será uma equipa impossibilitada, mais uma vez, de se candidatar ao título na prócima época. Uma equipa com duas faces... Com um rendimento caseiro assombroso mas um renidmento forasteiro deveras decepcionante.
Depois uma equipa que quer ser campeão numa prova de regularidade tem de ter mais argumentos ofensivos e ser mais forte psicologicamente.
O sofrimento desnecessário que teve contra o Benfica é eexemplo disso. Sendo melhor em quase todos os capítulos do jogo, faltou um pouco mais de posse ao Sporting, mais de ataque para ter matado o jogo. O Sporting recuou as linhas e defendeu o resultado como se tivesse a jogar com 10 ou por outra perspectiva como se fosse um Guimarães ou um Marítimo.
Depois os 3 golos em 45 minutos em Manchester demonstrou a falta de estabilidade da equipa leonina.
O Bilbau é a réplica espanhola do Sporting, por isso será equilibrado.
Quanto ao Braga, o mesmo que o Sporting. Se quer colocar-se entre Porto e Benfica, tem de ter outra atitude e outra garra. Encarar os jogos de frente e demonstrar aos directos rivais toda a sua força. Uma equipa demasiado macia sem atitute de superioridade.


De apostas online a 11 de Abril de 2012 às 19:21
Concordo plenamente com este artigo. Esta foi, sem dúvida, a jornada do titulo. Não me parece que o FCP deixe fugir o titulo a 4 jornadas do fim, depois de ter conseguido esta vantagem.
Apesar da euforia dos Benfiquistas a certa altura no campeonato, a Taça da Liga poderá vir a ser uma vez mais, o único troféu da temporada...
O futebol é mm assim. Que o diga o Real que em caso de derrota/empate hoje contra o Atlético pode entrar em Camp Nou no próximo sábado com sérias hipóteses de perder a liderança (até porque o historial entre o Barça e o Real, pende claramente a favor do Barça...) Cá estaremos para ver o que acontece...


De Bruno Carvalho a 11 de Abril de 2012 às 21:51
Concordo com o comentário. Em relação ao Benfica é verdade que a Taça da Liga pode vir a ser mais uma vez o único troféu da época e isto acontece porque Jorge Jesus tira o máximo dos jogadores, em termos físicos, no início da temporada e depois no fim da época é o que se vê: jogadores exaustos fisicamente e sem capacidade de obter resultados positivos nas alturas decisivas.


De Bruno Carvalho a 11 de Abril de 2012 às 21:28
Olá João Perfeito,

Quanto ao que disseste sobre Jorge Jesus concordo que ele deva sair do Benfica com uma cláusula de rescisão choruda pelo facto de ter sido campeão (apesar de ter sido só uma vez em três possíveis) e por ter levado a equipa aos quartos da champions, não perdendo nenhum jogo com o futuro campeão inglês (o Man.United). Não sei até que ponto o Leonardo Jardim não estaria interessado em treinar o Benfica. Até me parece ser um treinador português capaz de "italinizar" a equipa do Benfica.
Já sobre o Sporting não concordo quando dizes que não tem capacidade para lutar pelo título na próxima época. Penso que se o Sporting mantiver a espinha dorsal desta época, é bem capaz de poder vir a lutar pela conquista do campeonato no próximo ano.
Quanto ao Braga, concordo plenamente com o que disseste.


De João Perfeito a 11 de Abril de 2012 às 23:11
Penso que ainda é cedo para ter uma ideia mais exacta do trabalho de Leonardo Jardim, tal como por exemplo foi cedo para Villas Boas dar o salto para o Chelsea. Se mantivesse o seu rendimento enquanto treinador seria ideal, aguardemos...
Quanto ao Sporting, Sá pinto, quer queiramos quer não é mais do mesmo que Domingos deixou no Sporting. Equipa fortíssima em casa, intermitente fora dela. Num quadro competitivo em que o campeão precisa de 22/23 ou até 24 vitórias, não me parece o Sporting ter estofo para tamanha realidade. Continua a ser uma equipa de impulsos e talhada para as competições a eliminar. Depois precisa de ter outros argumentos para vencer mais jogos (sobretudo fora de casa).
Repare-se que a maneira como defende após vantagem perante equipa de grande nível (Benfica ou Manchester City) é revelador da falta de capacidade para dominar um jogo quando o adversário é poderoso. O Sporting apenas o consegue controlar e não dominar. Por isso os indíces de sucesso serão naturalmente mais baixos.
Por isso o SPorting pode na próxima época por exemplo não perder em casa e ganhar 13/14 jogos nessa variante. Fora de portas parece-me uma equipa incapaz de segurar uma vitória quer na Luz, quer no Dragão, quer em Braga e presumivelmente no Marítimo... E numa prova de regularidade essa intermitência paga-se caro.


De Bruno Carvalho a 12 de Abril de 2012 às 12:11
Caro João Perfeito,

Sinceramente penso que Sá Pinto não é mais do mesmo que Domingos, pois Sá Pinto tem uma mística leonina que Domingos não tinha e agora o Sporting joga com uma garra e uma atitude que não existia antes.
O Sporting não consegue vencer fora de casa, na maioria das vezes, devido a erros de arbitragem que prejudicam o estado anímico da equipa (veja-se o jogo em Barcelos com o Gil Vicente ou o jogo na Luz com o Benfica, em que o Sporting foi claramente prejudicado pela arbitragem). Para além disso, o Sporting já ganhou em Guimarães, em Vila do Conde, na Mata Real, na Marinha Grande e em Aveiro (ao Feirense).
Portanto, mantenho o que disse, se o Sporting mantiver a espinha dorsal desta época, para o ano está na luta pelo título de campeão nacional.


Comentar post