Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Minuto Zero

A Semana Desportiva, minuto a minuto!

A Semana Desportiva, minuto a minuto!

Minuto Zero

14
Fev12

Steve Field

Steve Grácio

Há futebol em África

Não foi uma CAN de encher o olho, mas houve bons momentos de futebol nesta última Taça das Nações Africanas. Algumas decepções, como o Senegal, Marrocos ou até mesmo Angola (muito fraca no momento defensivo) e um vencedor surpreendente, para quem não acompanhou a prova: a Zâmbia.

No entanto, apesar da (merecida) vitória da Zâmbia, esperava-se mais da Costa do Marfim. Com uma equipa recheada de estrelas, provavelmente a melhor em termos individuais do continente africano, e com uma organização defensiva notável (não sofreram qualquer golo) a equipa cedo se mostrou muito curta, com alguma bola mas com pouca profundidade, não causando grande perigo. Na final, raram foram as situações de perigo, numa equipa que vive de Yaya Touré, um dos melhores médios da actualidade.

Por sua vez, a Zâmbia fez o que admiro numa equipa (quando não se consegue ser um Barcelona): muito organizados defensivamente e rápidas transições, sempre com 3/4 homens no momento ofensivo, sem descompensar a equipa. É certo que foram felizes, pois Drogba falhou um penalty que provavelmente ditaria o vencedor, mas não é mais certo que procuraram essa felicidade e a vitória final é inteiramente justa. Uma equipa que poucos acreditavam mas que bateu o pé ao Senegal, ao Gana e à Costa do Marfim. Uma equipa que tem jogadores muito interessantes, como os irmãos Katongo e Kalaba, que podem perfeitamente vir a dar que falar. Uma equipa comandada por um excelente técnico, o francês Hervé Renard, que montou um conjunto muito bem organizado, privilegiando sempre o talento africano e que se pode dizer que fez omeletes sem ovos, passe o exagero. A organização, uma vez mais, triunfou. O (bom) trabalho dá frutos.