1 a zero:
De João Perfeito a 19 de Janeiro de 2012 às 17:22
Este é um tema interessante. Eu gostaria de acrescentar que as lesões só acontecem devido ao elevado esforço. Os atletas para chegarem ao nível de top massacram o seu corpo até não poder mais- às vezes enchem-nos de grandes performance outras saí o tiro pela colatra. Na verdade apenas se lesiona quem se esforça a sério.
Eu o ano passado (longe de fazer alta competição), por exemplo estava na minha melhor forma de sempre a correr, mas não andava a fazer muitos alongamentos, sentia imensas dores nas pernas e continuava a treinar a ritmo alto. Resultado uma micro-rotura e fiquei 3 meses sem poder treinar como deve de ser e hipotequei todo o planeamento da época.
Agora se eu simplesmente esforço-me um pouco, estando longe da alta competição, como serão os melhores atletas do Mundo?
Por isso o acopanhamento médico regular e o aquecimento são as premissas fulcrais para evitar que isto aconteça...


De Óscar Morgado a 19 de Janeiro de 2012 às 23:06
Bem verdade João, às vezes pergunto-me se o corpo humano foi mesmo feito para certos níveis de competição. Tanto esforço por vezes não é o mais saudável, e muitos destes atletas têm problemas associados, anos mais tarde.


De Pedro Santos a 19 de Janeiro de 2012 às 23:20
acho que não é só neste desporto que os joelhos sofrem. Qualquer desporto desgasta imenso as articulações, e os joelhos em particular.
Obviamente que o corpo humano não foi feito para uma prática desportiva intensa e regular, mas há formas de ultrapassar isso, por exemplo com uma boa preparação física e trabalho de ginásio, aumentando a massa muscular e protegendo mais as articulações.
depois há atletas que simplesmente não têm condições físicas para tal, independentemente de serem excelentes do ponto de vista técnico/táctico.


Comentar post