Terça-feira, 27 de Dezembro de 2011
2011 de Ouro

No que toca ao futebol nacional, 2011 foi um ano sem precedentes. Apesar do falhanço deliberado na Liga Milionária, Portugal não se rendeu e acabou por conquistar a Europa. FC Porto, SC Braga e SL Benfica foram os três emblemas que mais longe chegaram, conquistando os respectivos lugares nas meias-finais da Liga Europa.

 

Para juntos dos outros
Na Liga dos Campeões, o Benfica, apesar do grupo «acessível», não foi além de duas vitórias, que só deram o terceiro posto devido a um golo alheio. Quanto à equipa bracarense, fez o expectável, atingindo o terceiro posto de um grupo com Arsenal, Shaktar e Partizan; pelo meio chegou mesmo a bater os ingleses por 2-0. Sporting e Porto já se encontravam na Liga Europa, fruto de uma classificação menos conseguida na época transacta. Ambas as formações foram sorteadas junto de grupos bastante acessíveis, grupos estes que não deixaram de dominar e vencer. Assim se iniciava a conjuntura que, mais tarde, iria ser favorável aos lusos.

 

O ano de ouro
O Sporting foi a primeira equipa a ser eliminada. Após se debater com os escoceses do Rangers, acabou por morrer na praia, sofrendo o golo eliminador já dentro do período de compensação. A partir daí, a vitória sorriu «sempre» às hostes portuguesas. Depois de um primeiro teste na Polónia, do Minho chegavam notícias de eliminações de Liverpool e Dynamo de Kiev. O Porto bem se debateu contra o Sevilha, mas a bola simplesmente não entrava, aí valeu a vitória na capital da Andaluzia. A partir daí: passeio por um parque russo que não apresentou calibre para responder. O Benfica progredia sem dificuldades, ainda que tenha apanhado um susto nos «quartos» frente ao PSV.

 

Chegavam, desta maneira, três equipas lusas aos últimos quatro sobreviventes de uma competição europeia. Entre Portugal e o título «apenas» estavam os nuestros hermanos do Villarreal, categoricamente despachados na primeira-mão pelo Porto e um Falcão verdadeiramente inspirado. Braga e Benfica debatiam-se na outra meia-final, na qual a squadra minhota levou a melhor, com um jogo defensivo bastante eficaz e já característico. Duas equipas chegavam ao derradeiro jogo, e foi o Porto que conquistou a taça. E era assim que Portugal terminava uma época de ouro, arrecadando pontos como nunca o havia feito, registando a melhor média de vitórias por jogo na Europa (0.60).

 

Final de ano «positivo»

Em termos europeus, nesta primeira metade de época, as formações portuguesas não estiveram nada mal, tirando os recorrentes desaires do Porto na Champions, que levaram a um mísero 3º lugar. O Benfica está nos oitavos-de-final daquela competição, e com o Zenit como adversário, pode muito bem continuar a sua campanha europeia. Aos azuis-e-brancos o sorteio não sorriu, e pela frente está o temível Manchester City; o Braga podia ter tido melhor sorte, já que vai defrontar os turcos do Besiktas. Já o Sporting, a esse calhou uma equipa mais modesta, e vai à Polónia bater-se com o Légia de Varsóvia - se vencer viaja para Manchester ou para o Porto.

 

Não deixam de ser quatro equipas em jogo, mas, na generalidade, o sorteio não foi favorável a Portugal, o que pode levar a resultados menos positivos. O que esperar das equipas lusas este ano? Será possível atingir um resultado tão - ou quase tão - positivo quanto o ano passado? E o que esperar do próximo ano, em que poderemos ter três equipas na fase de grupo da Champions e outras três na Liga Europa?



publicado por Francisco Gomes às 22:15
link do post | comentar | ver comentários (1)


pesquisar neste blog
 
Equipa Minuto Zero'
Links
Também Tu Podes Participar!

Participa na Equipa Minuto Zero'

subscrever feeds
Arquivo

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010