Quarta-feira, 18 de Abril de 2012
Lado B

Athletic de Bilbao ao raio X

 

 

O Sporting defronta amanhã o Athletic de Bilbao em jogo a contar para a primeira mão das meias-finais da Liga Europa. Importa agora fazer o raio X à equipa basca.

A equipa de futebol do Athletic de Bilbao assenta a sua dinâmica de jogo em quatro pontos fundamentais:

1 – A equipa basca atua protegida pelo ambiente fervoroso dos seus adeptos que normalmente se deslocam ao estádio de San Mamés. Este é um fator a favor da equipa do Sporting, uma vez que o jogo de amanhã será realizado em Alvalade, pelo que a formação espanhola não terá tanto apoio quanto o que gostaria de ter (são esperados cerca de 3 mil adeptos do Athletic de Bilbao no Estádio José de Alvalade).

 

2 – O jogador nuclear de toda a estratégia coletiva do Athletic de Bilbao aparenta ser Óscar de Marcos, de 23 anos, que alicerçado no fácil drible e poder de explosão dinamiza todo o futebol dos espanhóis do meio-campo para a frente.

O excelente momento de forma de Susaeta também não passa despercebido. O jogador que atua à direita do meio-campo imprime uma grande versatilidade ao futebol da equipa espanhola.

 

3 – A defesa aparenta ser o ponto mais fraco da equipa de Bilbao. Javi Martínez está suspenso e não pode jogar em Alvalade, pelo que a equipa poderá mostrar-se permeável, devido à lentidão dos seus jogadores, à fragilidade do jogo aéreo e à forma como sai a jogar. Na minha opinião, a ausência de Javi Martínez neste jogo poderá estar a favor do Sporting, uma vez que todos nós sabemos o quão é importante para uma equipa de futebol ter o seu principal trinco disponível (veja-se o caso do Benfica, que quando não teve Javi García disponível obteve uma série de maus resultados, ou o caso do Sporting, que sentiu um pouco a ausência de Rinaudo nos jogos em que Daniel Carriço ainda estava a adaptar-se a jogar na posição de trinco, ou mesmo o caso do FC Porto que, quando não tem Fernando disponível, vê-se obrigado a alterar completamente a sua dinâmica de jogo com a introdução de Defour na equipa).

 

4 – Por fim, as bolas paradas aparentam ser um dos principais trunfos da equipa do Athletic de Bilbao com Fernando Llorente a responder bem de cabeça às solicitações dos seus colegas (recorde-se que, neste último fim-de-semana, Llorente voltou a marcar um golo de cabeça na vitória da sua equipa sobre o Maiorca por 1-0. Aliás, com este tento, Llorente marcou o seu décimo golo de cabeça nesta temporada).

 

Concluindo, esperam-se algumas dificuldades para o Sporting no desafio de amanhã a contar para as meias-finais da Liga Europa, mas penso que se o Sporting mantiver a postura que teve no jogo em casa frente ao Manchester City, poderá sair vencedor deste jogo levando um resultado positivo para Bilbao. Muito sinceramente e como português, espero que o Sporting consiga vencer o jogo de amanhã sem sofrer golos, pois todos nós sabemos que em competições a eliminar é fundamental não sofrer golos em casa e marcar pelo menos um golo no estádio do adversário.

 



publicado por Bruno Carvalho às 10:40
link do post | comentar | ver comentários (10)

Segunda-feira, 19 de Março de 2012
Livre Directo

Sorteio das competições europeias

 

 

Na passada sexta-feira, o sorteio das provas europeias colocou o Chelsea no caminho do Benfica, na Liga dos Campeões, e o Metalist perante o Sporting, na Liga Europa. Ficou a saber-se quais os jogos dos quartos de final de ambas as competições, assim como os possíveis encontros das meias-finais.

 

Começando pela Liga dos Campeões, pode-se dizer que o Benfica teve um sorteio que permite à equipa sonhar com uma passagem à ronda seguinte. Os blues conseguiram dar a volta à eliminatória perante o Nápoles nos oitavos de final, no seu estádio, após a derrota da 1ª mão. Apesar de um passado recente menos positivo, o Chelsea afigura-se como um adversário algo difícil. No entanto, o facto de evitar Barcelona e Real Madrid nesta fase é, já por si, motivo de alguma esperança na passagem às meias por parte dos benfiquistas

 

O jogo grande desta fase é, sem dúvida, o AC Milan-Barcelona. Provavelmente, assistir-se-á à passagem dos espanhóis, mas como números bastante diferentes em relação à eliminatória anterior (10-2, perante o Bayer Leverkusen). Parece-me que o resultado desta eliminatória será bastante equilibrado.

 

Outro dos jogos desta fase é o Marselha-Bayern Munique. A equipa francesa não tem uma tarefa muito fácil. O Bayern Munique, apesar de ser de um campeonato com menos visibilidade, apresenta-se mais uma vez com um dos grandes candidatos a chegar à final da prova. Portanto, prevejo a passagem da equipa alemã.

 

Aquele que é considerado o confronto mais desequilibrado opõe o APOEL e o Real Madrid. A equipa da capital espanhola não terá, certamente, dificuldades para eliminar os surpreendentes cipriotas. Após ter eliminado o Lyon, o APOEL tem agora uma tarefa ainda mais complicada pela frente. No entanto, já ficou bem provado que é capaz de lutar contra todas as expectativas, pois era visto como um dos mais prováveis candidatos a ter ficado pela fase de grupos.

 

Já na Liga Europa, o Sporting teve alguma felicidade no sorteio, pois evitou as equipas espanholas que são vistas como as equipas mais fortes ainda em competição. Penso que, após ter eliminado o Manchester City, tem todas as possibilidades de eliminar esta equipa ucraniana. No entanto, são precisas algumas cautelas pois é uma equipa que apresenta um elevado poderio ofensivo.

 

O jogo mais desequilibrado desta ronda é o Atlético Madrid-Hannover. Com este sorteio os madrilenos podem perfeitamente sonhar em estar novamente presentes na final.

 

O AZ Alkmaar-Valência é outro dos jogos desta eliminatória, do qual se prevê a passagem da equipa espanhola. Por  último, o jogo mais equilibrado é o Schalke-Athletic de Bilbao, pois esta poderia ser perfeitamente a final deste ano. A equipa basca, depois de eliminar os favoritos do Manchester United, é vista agora com uma das favoritas a vencer a prova. 

 

 

Por Cláudio Guerreiro



publicado por Cláudio Guerreiro às 19:59
link do post | comentar | ver comentários (3)

Sexta-feira, 9 de Março de 2012
3x4x3: Liga Europa em revista

 

1. Não poderia passar em claro: enorme vitória do Sporting frente ao lider da Premier League Manchester City. Mais do que a discussão da eliminatória, fica clara a ideia que de facto os leões tem no seu plantel soluções capazes de lutar por algo mais do que o conseguido esta temporada.

No Ethiad, o nível de dificuldade pode crescer, mas a verdade é que a equipa de Sá Pinto marcou uma clara posição frente a um colosso do futebol europeu, mas que vem demonstrando dificuldades na Europa, sobretudo fora de portas.

Terá de ser um Sporting cuidadoso, mas sem esquecer que marcando terá a vitória na eliminatória na mão. Com Xandão em principio titular ao lado de Polga (a mais improvável das duplas leoninas), está garantida a capacidade sobretudo no jogo aéreo, mas a verdade, é que apenas com duplo-pivot na frente dos centrais, este Sporting europeu ganha consistência.

A chave do jogo do City esta na movimentação entre linhas de David Silva e Aguero, aparecendo em zonas do terreno diferentes ao longo dos 90 minutos. Com Dzeko, mais posicional, ficou facilitada a tarefa de Xandão. Em Inglaterra, o enfant terrible Balotelli deverá regressar à titularidade, mais móvel em combinações com El Kun Aguero.

Mais do que falar de nomes, será sem dúvida mais um duro teste, à maturidade deste Sporting mas também à capacidade de resposta da equipa orientada por Roberto Mancini, que certamente quererá na próxima temporada estar na discussão pela Liga dos Campeões.

 

2. Esperava-se um grande jogo em Old Traford, na recepção do Manchester United ao Atletic Bilbao de Bielsa, mas as expectativas foram totalmente ultrapassadas. No teatro dos sonhos, a formação manteve-se fiel a si mesma, com posse de bola e futebol apoiado. Notaram-se alguns erros defensivos, que provocariam para além de dois golos sofridos algumas outras situações para o United, mas a verdade é que o futebol de toque e movimento da equipa de Bielsa acabaria por surpreender a Europa do futebol num jogo fabuloso, dentro e fora de campo.

É reconhecida a capacidade do Atletic em casa, puxado pelos seus fervorosos adeptos, mas a chegada do ex-seleccionador argentino levou esta equipa para uma outra dimensão. Para além do bom futebol, vai demonstrando qualidade, com jogadores como Muniain, Martinez ou Llorente a mostrarem que de facto podem jogar em clubes de maior dimensão. Para além destes, revelações como De Marcos, Ander ou Iturraspe deram aos bascos um estilo decalcado no futebol do Barcelona de Pep Guardiola, mas com uma dimensão física tipicamente basca.

Para a segunda mão, as expectativas são ainda maiores, depois do heroico 3-2 no teatro dos sonhos... na próxima semana será a Catedral de San Maméz a receber duas das equipas que mais empolgantes do velho continente.

 

By Tiago Luís Santos



publicado por Minuto Zero às 21:50
link do post | comentar

Terça-feira, 27 de Dezembro de 2011
2011 de Ouro

No que toca ao futebol nacional, 2011 foi um ano sem precedentes. Apesar do falhanço deliberado na Liga Milionária, Portugal não se rendeu e acabou por conquistar a Europa. FC Porto, SC Braga e SL Benfica foram os três emblemas que mais longe chegaram, conquistando os respectivos lugares nas meias-finais da Liga Europa.

 

Para juntos dos outros
Na Liga dos Campeões, o Benfica, apesar do grupo «acessível», não foi além de duas vitórias, que só deram o terceiro posto devido a um golo alheio. Quanto à equipa bracarense, fez o expectável, atingindo o terceiro posto de um grupo com Arsenal, Shaktar e Partizan; pelo meio chegou mesmo a bater os ingleses por 2-0. Sporting e Porto já se encontravam na Liga Europa, fruto de uma classificação menos conseguida na época transacta. Ambas as formações foram sorteadas junto de grupos bastante acessíveis, grupos estes que não deixaram de dominar e vencer. Assim se iniciava a conjuntura que, mais tarde, iria ser favorável aos lusos.

 

O ano de ouro
O Sporting foi a primeira equipa a ser eliminada. Após se debater com os escoceses do Rangers, acabou por morrer na praia, sofrendo o golo eliminador já dentro do período de compensação. A partir daí, a vitória sorriu «sempre» às hostes portuguesas. Depois de um primeiro teste na Polónia, do Minho chegavam notícias de eliminações de Liverpool e Dynamo de Kiev. O Porto bem se debateu contra o Sevilha, mas a bola simplesmente não entrava, aí valeu a vitória na capital da Andaluzia. A partir daí: passeio por um parque russo que não apresentou calibre para responder. O Benfica progredia sem dificuldades, ainda que tenha apanhado um susto nos «quartos» frente ao PSV.

 

Chegavam, desta maneira, três equipas lusas aos últimos quatro sobreviventes de uma competição europeia. Entre Portugal e o título «apenas» estavam os nuestros hermanos do Villarreal, categoricamente despachados na primeira-mão pelo Porto e um Falcão verdadeiramente inspirado. Braga e Benfica debatiam-se na outra meia-final, na qual a squadra minhota levou a melhor, com um jogo defensivo bastante eficaz e já característico. Duas equipas chegavam ao derradeiro jogo, e foi o Porto que conquistou a taça. E era assim que Portugal terminava uma época de ouro, arrecadando pontos como nunca o havia feito, registando a melhor média de vitórias por jogo na Europa (0.60).

 

Final de ano «positivo»

Em termos europeus, nesta primeira metade de época, as formações portuguesas não estiveram nada mal, tirando os recorrentes desaires do Porto na Champions, que levaram a um mísero 3º lugar. O Benfica está nos oitavos-de-final daquela competição, e com o Zenit como adversário, pode muito bem continuar a sua campanha europeia. Aos azuis-e-brancos o sorteio não sorriu, e pela frente está o temível Manchester City; o Braga podia ter tido melhor sorte, já que vai defrontar os turcos do Besiktas. Já o Sporting, a esse calhou uma equipa mais modesta, e vai à Polónia bater-se com o Légia de Varsóvia - se vencer viaja para Manchester ou para o Porto.

 

Não deixam de ser quatro equipas em jogo, mas, na generalidade, o sorteio não foi favorável a Portugal, o que pode levar a resultados menos positivos. O que esperar das equipas lusas este ano? Será possível atingir um resultado tão - ou quase tão - positivo quanto o ano passado? E o que esperar do próximo ano, em que poderemos ter três equipas na fase de grupo da Champions e outras três na Liga Europa?



publicado por Francisco Gomes às 22:15
link do post | comentar | ver comentários (1)


pesquisar neste blog
 
Equipa Minuto Zero'
Links
Também Tu Podes Participar!

Participa na Equipa Minuto Zero'

subscrever feeds
Arquivo

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010