Quarta-feira, 16 de Maio de 2012
Lado B

Um campeonato para esquecer…ou para recordar


 

A Liga Portuguesa de futebol 2011/2012 terminou. Esta é, portanto, a altura certa para fazer o balanço deste campeonato que findou. Quando fazemos o balanço de algo é suposto haver aspetos positivos e aspetos negativos, mas neste campeonato, apenas consigo encontrar aspetos negativos que, desde já, passo a enumerar:

 

1 – O boicote dos árbitros aos jogos do Sporting: Logo na 2ª jornada do campeonato português, João Ferreira recusou-se a apitar os jogos do Sporting por alegadas declarações de dirigentes do clube de Alvalade que visavam este árbitro. Como forma de solidariedade, os restantes árbitros da 1ª categoria seguiram a mesma linha de pensamento de João Ferreira e recusaram-se a arbitrar o jogo entre Beira-Mar e Sporting, tendo que ser um árbitro da 2ª categoria (Idalécio Martins) a apitar este jogo. Na minha opinião, esta situação foi lamentável e um dos momentos negativos mais marcantes do campeonato, no sentido em que dirigentes e funcionários do Benfica criticaram fortemente a arbitragem portuguesa durante o campeonato e os árbitros não tomaram a mesma posição que tiveram relativamente ao Sporting, isto é, não fizeram boicote aos jogos do Benfica. Parece-me que aqui houve claramente uma diferença de tratamento, que não se compreende.

 

2 – A teimosia em querer alargar o campeonato de 16 para 18 clubes: Esta foi uma questão a que dediquei especial atenção num dos artigos da minha crónica, para dizer que o possível alargamento dos campeonatos profissionais de futebol ensombrou a verdade desportiva deste campeonato, na medida em que a certa altura da prova alguns clubes possivelmente pensaram que não teriam de fazer muito para ganharem os seus jogos, uma vez que em princípio ninguém desceria de divisão. Quem pensou isso enganou-se, pois a Federação Portuguesa de Futebol chumbou e bem o alargamento da I Liga. Se os clubes não têm dinheiro para pagar as suas obrigações salariais nem sequer para se pré-inscreverem nas competições europeias, como é que iam ter dinheiro para pagar mais duas deslocações, com o acréscimo de mais duas equipas ao campeonato português?

 

3 – A não divulgação dos árbitros nas últimas jornadas do campeonato: Este foi mais um fenómeno que abalou o decorrer normal do campeonato português. Nas épocas anteriores, sempre se soube com cerca de três dias de antecedência quem eram os árbitros que iam apitar os jogos de cada equipa. Porque é que na reta final do campeonato se decide “alterar as regras do jogo” e não divulgar o nome dos juízes para cada partida? Eu sei que houve pressões, nomeadamente de ordem pessoal, para com os árbitros. E nas épocas anteriores, não houve pressões? 

 

4 – 8 contra 11: No meu ponto de vista, a situação do União de Leiria foi o momento mais negativo deste campeonato. Afinal, o futebol já não precisa de ser 11 para cada lado, como estamos habituados a ver. Uma equipa já pode começar o jogo com menos jogadores do que o seu adversário.

 

5 – 10 contra 11: Como se já não bastasse o União de Leiria ter iniciado o jogo frente ao Feirense com 8 jogadores, agora foi a vez do Sporting Clube de Portugal iniciar a sua partida frente ao Braga com 10 jogadores. Como é que é possível um clube com a grandeza do Sporting começar uma partida de futebol sem os seus 11 jogadores titulares? Neste caso, era a tala que João Pereira tinha no braço que não estava de acordo com os regulamentos, mas esta era uma situação que devia ter sido vista antes do jogo começar.

 

Concluindo e por todas estas razões, esta I Liga Portuguesa de futebol que agora terminou é um campeonato para esquecer… ou para recordar, para que não se voltem a repetir tantos casos negativos no decorrer das próximas épocas.     

 



publicado por Bruno Carvalho às 17:35
link do post | comentar

pesquisar neste blog
 
Equipa Minuto Zero'
Links
Também Tu Podes Participar!

Participa na Equipa Minuto Zero'

subscrever feeds
Arquivo

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010