Quarta-feira, 21 de Março de 2012
As três medalhas

 

 

 

 

 

 Em ano olímpico as palavras ouro, prata e bronze ganham uma importância significativa, são os lugares de topo onde apenas um trio de predestinados consegue chegar, e se o ouro é o paraíso, os outros dois "metais" também são algo emocionante que jamais será esquecido.

 

 Nesta liga portuguesa a importância está reduzida apenas ao posto mais alto do pódio, apesar do 2º e 3º lugar garantirem objectivos importantes, nem Porto, nem Benfica, nem Braga se vão contentar com tão pouco - mesmo que os minhotos não adoptem no seu discurso oficial a sua candidatura ao título. Já não falta muito para acabar e é fabuloso estar em pleno mês de Março e vermos um campeonato ao rubro com esta luta tripartida - a última vez que me lembro de coisa parecida foi na temporada de 2004/05 onde o Benfica de Trapattoni se sagrou campeão.

 

 A diferença pontual é mínima e ainda há jogos entre os concorrentes, pelo que todos têm grandes e legítimas aspirações de sonhar com o troféu. Os minhotos apesar de relutância em assumir grandes voos já pensam nitidamente na glória, e fazem muito bem! Sem a Europa para "atrapalhar" vão ganhando tranquilamente todas as semanas, e mostram um conjunto de jogadores de grande qualidade que já provou estar preparado para altas andanças, aguentaram-se em fases da época cujas lesões dizimaram o plantel, e o seu treinador mesmo que jovem tem mostrado saber muito bem o que faz.

 

 Os encarnados são a equipa mais forte, o seu poderio ofensivo é enorme, as soluções de qualidade são mais que muitas e a consistência defensiva mostra-se sobejamente melhor que nas épocas anteriores. A vantagem de 5 pontos desperdiçada foi um tiro no estômago mas a equipa é demasiado forte para ficar presa a essa fatalidade, contudo os jogos na Champions intercalados com desafios contra Braga e Sporting poderão ser um handicap a penalizar os homens de Jesus.

 

 Pelos lados da invicta mora o outro pretendente, é verdade que o F.C.Porto está uma sombra do que foi no ano passado, mas só por ser o Porto já é razão suficiente para não se duvidar da capacidade vitoriosa da equipa, quer jogue bem ou mal a dinâmica ganhadora do emblema é fantástica, e se é factual que a máquina tem emperrado várias vezes esta temporada, também é factual que que tem Hulk, Moutinho ou Lucho é sempre um alvo a temer por parte dos adversários.

 

  Nesta crise o BCE a Comissão Europeia e o FMI vieram "governar" o país de forma homogénea, nesta liga a troika de concorrentes governará de forma heterogénea.



publicado por nunotexas às 20:00
link do post | comentar

pesquisar neste blog
 
Equipa Minuto Zero'
Links
Também Tu Podes Participar!

Participa na Equipa Minuto Zero'

subscrever feeds
Arquivo

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010