Domingo, 11 de Março de 2012
Área de Ensaio

A Primeira Vitória dos Lobos

 

 

 

    Regressou esta semana o rugby internacional de alto nível, e numa altura em que o Torneio das 6 Nações se aproxima do fim, muita coisa está ainda em disputa, e apesar das apostas recaírem sobre Gales, nada está ainda decidido.

 

    Mas vamos por partes. No Sábado, Portugal recebeu a Espanha em Coimbra, em jogo a contar para o Torneio Europeu das Nações. Depois de 3 derrotas, Portugal ameaçava entrar numa espiral negativa que poderia trazer efeitos psicológicos graves. Por seu lado a Espanha vinha de uma moralizadora serie de óptimos resultados, tendo como ponto alto a vitória sobre a Geórgia. Na verdade ambas as equipas tinham muito a perder, sobretudo a Espanha que ainda ambicionava vencer o Torneio deste ano.

    Na equipa portuguesa destacavam-se as ausências de Bardy e Gardener, sendo a linha defensiva composta quase em exclusivo por homens do CDUL. Já a Espanha perante tão importante partida, trouxe as principais armas de França e Inglaterra, de facto o rugby espanhol tem evoluído bastante e hoje em dia individualmente podemos considerar que são uma equipa superior a Portugal.

    A primeira parte foi disputada em ritmo lento, com Portugal a acumular erros (desaproveitados pelos espanhóis) e sem grande capacidade de construir, salvando-se os pontapés de Pedro Leal.

    A segunda parte trouxe maior organização ofensiva e como tal não foi de estranhar os dois ensaios, primeiro por David dos Reis e depois por Mike Tadjer Barbosa, ambos magistralmente assistidos por Pedro Leal.

    No final o resultado fixou-se em 23-17 a favor de Portugal.

De positivo destaca-se a continuidade do poderio das formações ordenadas, o maul dinâmico que parece uma aposta desta equipa técnica (e durante tantos anos tivemos tantas dificuldades em defender maul’s), a exibição de homens como David dos Reis, Pedro Leal (é defesa, perde-se como formação), Francisco Pinto Magalhães e Lourenço Kadosh.

De negativo, os alinhamentos continuam a ser descoordenados, em certos momentos parece que a equipa está “ao sabor da maré” sem uma estratégia coordenada de ataque, e a exibição de Yannick Ricardo, que não tendo jogado mal, e sendo um jogador de qualidade, não parece ao nível da titularidade nesta selecção, principalmente para quem vê regularmente Duarte Cardoso Pinto jogar na Agronomia.

    Enfim, é uma vitória positiva, fruto do trabalho colectivo e que deve servir de base para Torneio Europeu das Nações do próximo ano, quando se começará a definir os lugares no RWC.

 

    O Torneio das 6 Nações arrancou no sábado com o País de Gales a receber a Itália. Os transalpinos procuravam a primeira vitória neste certame, onde apesar das boas exibições não têm logrado vencer, tendo neste momento zero pontos. Já Gales, apenas pretendia a vitória, pois são a única equipa que ainda pode chegar ao Grand Slam (torneio apenas com vitórias).

    A primeira parte foi algo amorfa, sem ensaios e com a defesa italiana a evidenciar-se, embora cometendo algumas penalidades que Halfpenny tratou de converter.

No segundo tempo, a Itália não aguentou o ritmo e os ensaios de Jamie Roberts e Alex Cuthbert dilataram o resultado que acabou em uns expressivos 24-3. Destaque (mais uma vez) para Leigh Halfpenny com 10 pontos e uma bela exibição, e a possibilidade de se tornar no melhor jogador do torneio.

    De seguida a Irlanda recebeu e bateu a Escócia num excelente jogou de rugby. Emotividade, boas jogadas e sobretudo um jogo agradável de ver.

A partida iniciou com a Escócia a meter um ritmo fortíssimo e nos primeiros dez minutos apenas a equipa escocesa teve bola, tendo a Irlanda defendido muito bem. Contudo a Escócia apenas conseguiu 6 pontos, e a partir daí a Irlanda tomou conta do jogo. A Escócia tanto acusou a pressão e a ansiedade, os jogadores queriam fazer tudo e tão rápido que acabavam por cometer erros, salvando-se o excelente ensaio de Richie Gray.

    O último jogo desta jornada opôs a França e a Inglaterra, num dos duelos mais interessantes do rugby europeu. A França tentava a vitória para decidir tudo no último jogo em Gales, já a Inglaterra tentava continuar os bons resultados mostrando que uma equipa jovem pode mostrar serviço.

Contudo os ingleses dominaram a posse da bola e do território, e apesar de alguns erros estiveram melhor que a França que não mereceu a vitória. O ensaio francês de Wesley Fofana (uma agradável surpresa neste certame) não foi suficiente para igualar os de Tom Croft, Ben Foden e do poderoso Manu Tuilagi.

    Na próxima jornada Gales recebe a França e vencendo o jogo vence também o torneio, apenas com vitórias. A França está arredada do título. A Inglaterra necessita de vencer a Irlanda em casa e esperar que a França vença Gales para poder vencer o Torneio. Itália e Escócia encontram-se para decidir que será último e levará para casa a Colher de Pau.

 

By Pedro Santos



publicado por Pedro Santos às 20:30
link do post | comentar

1 a zero:
De Sarah Saint-Maxent a 11 de Março de 2012 às 21:17
a quantidade de penalidades desperdiçadas pela espanha na primeira parte deu uma margem absolutamente fundamental para que portugal pudesse vencer...

mas o importante mesmo é: go wales! cada vez mais parecem o único sério candidato ao título, e se a frança a jogar como jogou hoje fazem o grand slam facilmente.


De Pedro Santos a 11 de Março de 2012 às 21:28
foram 9 pontos no mínimo que a Espanha desperdiçou, apesar do seu chutador (Cesár Sempere) ser de altissimo nível.

Mas agora fiquei com uma dúvida, tu torces por Gales? A serio?


De Sarah Saint-Maxent a 11 de Março de 2012 às 22:06
agora estou na dúvida. se calhar é pela inglaterra...


De Pedro Santos a 12 de Março de 2012 às 01:31
será? nao será pela França? Olha que eu acho que sim


De Sarah Saint-Maxent a 12 de Março de 2012 às 08:46
não sei, estou indecisa. são pessoas tão pouco ranhosas de um lado e de outro...


De Pedro Santos a 12 de Março de 2012 às 13:09
então pronto, apoia Gales. é melhor assim.


De Sarah Saint-Maxent a 12 de Março de 2012 às 15:37
deixas, deixas? então gales it is. (gales e o richie gray)


De Pedro Santos a 12 de Março de 2012 às 15:48
o richie gray é alto demais. não sei se é boa ideia


De Sarah Saint-Maxent a 12 de Março de 2012 às 17:09
oh, sorry. toquei no ponto sensível. gales será


De Pedro Santos a 12 de Março de 2012 às 17:20
nice


De Sarah Saint-Maxent a 12 de Março de 2012 às 17:29
mas sem discussão não tem piada. tens que mudar. torce pela irlanda, ou assim. gosto de ser do contra.


De Pedro Santos a 12 de Março de 2012 às 17:34
gostas de ser do contra? ahahahahahah

Barcelona, NZ, Gales. como é que podes dizer que és do contra? mais mainstream era impossível!


De Sarah Saint-Maxent a 12 de Março de 2012 às 17:36
eu sei, mas não tenho culpa. são os melhores e mais espetaculares. e vá, gales não é assim tããão mainstream. não como a frança, pelo menos.


De Pedro Santos a 12 de Março de 2012 às 17:46
Torce mas é pela Itália que ninguém gosta deles e estão em último. e têm umas camisolas altamente


De Sarah Saint-Maxent a 12 de Março de 2012 às 17:51
ah-ah, obrigada, lembraste-me: não posso ser pela itália porque eles são azuis. e azul é uma cor horrível que impossibilita que torça por alguém que a envergue.

(a não ser que seja o richie gray, mas é um azul muuuuito escuro)


De Pedro Santos a 12 de Março de 2012 às 18:00
o azul é uma cor bem bonita e as camisolas dos moços são tambem elas bem bonitas. e acabou a conversa, torces pela itália e não há mais conversa.

(se fazes favor não menciones mais esse rapaz. há quem tenha problemas)


De Sarah Saint-Maxent a 12 de Março de 2012 às 18:35
não te preocupes que ele não te aparece a meio da noite.

queres que torça pela itália só para ser tipo o sporting, a lutar pelo 5º lugar,pff. se fosse para torcer pela liga dos últimos era pela escócia.
recuso-me a ser dos azuis-azuis. aquilo é demasiado azul.


De Pedro Santos a 12 de Março de 2012 às 19:18
Há pessoas que são complicadas...e se for pela Irlanda? São verdes, o verde é sempre bonito


De Sarah Saint-Maxent a 12 de Março de 2012 às 20:31
qual é o problema de gales? eu não gosto de british people. gales são pelo menos os menos maus.
estás a esconder-me alguma coisa?


De Pedro Santos a 12 de Março de 2012 às 20:37
longe de mim esconder alguma coisa de ti. sendo assim, sábado terás um dia feliz, poderás ver Gales vencer a França e ainda vencer o 6 Nations com Grand Slam. Mas do caraças era eles perderem e ganhar a Inglaterra ehehe


De Sarah Saint-Maxent a 12 de Março de 2012 às 20:43
achas que sim? não vai acontecer, não pode acontecer. se esses ranhosos ganhassem ficava dois dias a chorar.
a frança não tem sequer hipótese, não vai haver stress.
(acho muito bem que não haja coisas escondidas!)


De Pedro Santos a 12 de Março de 2012 às 20:56
só para ser do contra vou ficar a torcer pela Inglaterra.

GO ENGLAND!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

(Não há nada escondido. Ou... haverá????)


De Sarah Saint-Maxent a 12 de Março de 2012 às 21:02
isso, torce pela inglaterra. já te disse que tem muito mais piada quando há discussão.
e eu gosto muito de me superiorizar (well, não precisava de o dizer).


De Pedro Santos a 12 de Março de 2012 às 21:07
"e eu gosto muito de me superiorizar" pfffffffffff.......

no sábado falamos e logo vemos quem se superioriza (aviso já que tenho um tremendo mau perder)


De Sarah Saint-Maxent a 12 de Março de 2012 às 21:10
mas tu estás por gales, apesar de dizeres que não para me fazeres a vontade, por isso não vais perder.


De Pedro Santos a 12 de Março de 2012 às 21:15
então eu torço por Gales, mas finjo que torço pela Inglaterra para te agradar porque tu achas que haver discussão tem mais piada? É isto?


De Sarah Saint-Maxent a 12 de Março de 2012 às 21:20
era mais ou menos isso. mas agora já não é, estou chateada. tenho que ir ver repetições dos jogos para animar.


De Pedro Santos a 12 de Março de 2012 às 21:25
eu já não percebo nada disto. não sei por quem torço, nem quem é que tu apoias. não sei porque é que estás chateada, não sei que jogos é que vais ver...

isto é demais para a minha pobre cabeça


De Sarah Saint-Maxent a 12 de Março de 2012 às 21:27
apoiamos todos gales e fica tudo amigo, que tal? não se vestem de azul e não têm o richiezinho para assustar.
tudo happy como uma grande família


De Pedro Santos a 12 de Março de 2012 às 21:45
e foram precisos 30 comentários para chegarmos à conclusão que tínhamos no inicio do post. palmas para nós, clap, clap, clap


Comentar post

pesquisar neste blog
 
Equipa Minuto Zero'
Links
Também Tu Podes Participar!

Participa na Equipa Minuto Zero'

subscrever feeds
Arquivo

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010