Domingo, 5 de Fevereiro de 2012
Área de Ensaio

Competições Internacionais

 

 

     Portugal perdeu na Roménia. Sabia-se que era dificil repetir o jogo de Fevereiro de 2011, quando conseguimos uma vitória histórica no Estádio Universitário.O resultado desta vez saldou-se numa derrota por 15-7.

    O jogo disputou-se sob condições climatérica extremamente desfavoráveis, o relvado coberto de neve foi a primeira dificuldade que Portugal enfrentou. Ao contrário de outros jogos que foram cancelados devido ao mau tempo, a FIRA decidiu avançar com este de forma inexplicável. Ainda se veiculou a hipótese de disputar o jogo num relvado sintético, mas os romenos fugiram ao máximo dessa ideia, pois isso iria favorecer o jogo português. No meio da neve que preenchia o relvado, os romenos estiveram sempre mais à vontade.

    Portugal apresentou-se com várias incertezas e algumas dúvidas, desde logo a forma como iria reagir a primeira linha frente aos poderesos avançados romenos, ainda para mais faltando o capitão João Correia, e estreando-se o talonador luso-francês Mike Barbosa. Outra questão era a forma como iria reagir o médio de abertura luso-francês Yannick Ricardo, que fazia também a sua estreia.

    Na primeira parte, o jogo foi bastante equilibrado, com a avançada portuguesa a conseguir equilibrar a contenda. Os romenos bem tentaram forçar o jogo nos avançados, sabendo que era dificil ter vantagem nos defesas. A Roménia chegou ao ensaio de forma muito consentido pela defesa portuguesa, pontapé alto e o jogador romeno a captar bem alto perante a passividade portuguesa.

    A reacção foi boa, e numa jogada onde ficou patente a má condição do terreno, António Aguilar (a meias com o defesa romeno) fez o 5-5, Pedro Leal converteu e deu vantagem a Portugal. Vantagem essa com que se chegou ao intervalo.

Na segunda parte, com a quebra fisica dos avançados portugueses, a Roménia chegou ao segundo ensaio, e mesmo ao cair do pano, uma penalidade romena, roubou a hipótese de Portugal conseguir o ponto bónus defensivo.

    De positivo vale a pena referir o comportamento positivo do pack avançado, especialmente enquanto houve "gás" para aguentar as constantes investidas romenas. De destacar a boa estreia de Mike Barbosa (a experiência do Top 14 traduz-se em grande capacidade de colocação nos alinhamentos), de Julien Bardy (grande capacidade de placagem) e de Gonçalo Uva (e os seus importantes cêntimetros nos alinhamentos).

Infelizmente os três quartos não poderam exibir-se ao seu nivel, pois o terreno não o proporcionou, o que favoreceu largamente a Roménia. Os defesas portugueses têm maior velocidade, mobilidade e capacidade de manusear a bola, o que em condições normais dificulta muito a tarefa dos Romenos, mais pesados e menos móveis.

    Yannick Ricardo foi uma decepção, mal no handling, no passe e no jogo ao pé, contudo as más condições atmosféricas podem desculpar em parte a exibição de um jogador técnico, e que poderá ser importante no futuro. Também Pedro Leal não esteve ao seu nivel, ainda para mais quando a expectativa era tão grande, depois de alguns meses a jogar nos franceses do Nice.

Resta agora preparar a recepção à Rússia no próximo sábado, esperando uma vitória, que parece possível.

 

    Arrancou também este fim de semana o Torneio das 6 Nações 2012.

    No primeiro jogo desta edição, a França recebeu a Itália, sendo o favoritismo todo para o lado francês. O resultado acabou em 30-12 favorável aos franceses, embora este resultado seja enganador. Na verdade, a Itália dominou territorialmente a partida, e em certos momentos a pressão que exerceu sobre a defesa francesa foi sufocante, mas essa pressão nunca resultou em ensaios. Os franceses aproveitaram as boas oportunidades que tiveram e alcançaram 4 ensaios (ponto bónus), fruto também da boa exibição dos avançados, sobretudo nas formações ordenadas.

    A Inglaterra foi até Murrayfield vencer a Escócia por 13-6. A Inglaterra, depois do péssimo Mundial que realizou na Nova Zelândia, e da troca de treinador, apresentou-se com uma equipa bastante remodelada, e onde primava a inexperiência de alguns elementos. De qualquer forma o ensaio solitário de Charlie Hodgson e os 8 pontos de Owen Farrel foram suficientes para vencer uma equipa escocesa que mostra mais uma vez estar num processo de remodelação e a preparar-se para atravessar um periodo de poucas vitórias. A Escócia necessita rapidamente de arranjar alternativas para posições chave como o par de médios, pois o que apresentou ontem estiveram francamente mal. De positivo destaca-se a exibição do "gigante" Richie Gray, um jovem de enorme valor que será o esteio da nova equipa escocesa.

    O melhor jogo da jornada veio de Gales, onde a equipa da casa e a Irlanda proporcionaram um jogo de altíssimo nível. Incerteza no resultado, boas jogadas, ensaios e penalidades, este jogo teve de tudo. No final o País de Gales venceu por 23-21, resultado alcançado mesmo em cima da hora.

Apesar do dominio permanente de Gales, a Irlanda foi aproveitando alguns espaços para construir boas jogadas, chegando ao ensaio quando o dominio do País de Gales era evidente. Os bons pontapés de Jonathan Sexton foram dilatando os pontos irlandeses, enquanto o País de Gales tinha dificuldade em transformar o dominio em pontos. Na segunda parte e quando a Irlanda jogava contra 14 (cartão amarelo mostrado a Bradley Davies) alcançou o segundo ensaio. Contudo a resposta galesa foi excelente e nos minuto finais chegou ao terceiro ensaio. Na última jogado do encontro, Leigh Halfpenny chutou literalmente para a vitória, dando os 4 pontos a Gales.

    O País de Gales poderia ter conseguido uma vitória mais dilatada, mas os maus pontapés de Rhys Priestland (alguns falhanços foram ridículos a este nível) impediram que tal sucedesse.

    Na próxima semana, a Inglaterra desloca-se ao Olimpico de Roma para defrontar a Itália, a França recebe a Irlanda e o País de Gales recebe a Escócia.

 

By Pedro Santos



publicado por Pedro Santos às 16:56
link do post | comentar

1 a zero:
De SSMaxent a 8 de Fevereiro de 2012 às 13:58
GALES!
(a propósito dos pontapés falhados, fez-me lembrar um jogo de portugal no eul há 1 ou 2 anos, em que se falhou um pontapé à frente dos postes que nos daria a vitória no último minuto do jogo. não me lembro contra quem foi, lembro-me que o gajo que falhou tinha entrado uns 5 minutos antes)


De Pedro Santos a 8 de Fevereiro de 2012 às 14:12
quem falhou esse pontapé foi o Pedro Cabral. Não me lembro do adversário, mas lembro-me que era um pontapé que nos dava a vitória. Infelizmente a bola não levantou, saiu rasteira...e perdemos.

ps.o regresso aos comentários está assegurado, agora para quando o regresso às crónicas?


De SSMaxent a 9 de Fevereiro de 2012 às 21:20
a bola não subiu sequer à altura do joelho do gajo que estava à frente dele, foi uma desgraça. eu ia comendo o cabelo com esse pontapé.

(o regresso às crónicas não chegará tão cedo - mas podem sempre ir vendo as crónicas dos jogos das infantis do CFB, e algumas das seniores, que são da minha autoria -, a vinculação a um clube não me deixa numa posição confortável para escrever (nem a mim, nem ao clube), mas visitarei. de qq forma, é uma pena que não se veja voleibol por aqui mesmo sem mim.


De Pedro Santos a 9 de Fevereiro de 2012 às 22:06
é pena
era bom esta "nova vida" do blog contar com mais modalidades e pessoas com dinamismo.

de qualquer forma podes sempre vir passando por aqui. da minha parte apenas prometo um apoio incondicional aos all-black e um ataque feroz a ingleses e franceses ;)


De SSMaxent a 10 de Fevereiro de 2012 às 10:46
pronto, estou rendida. (let's go gales, agora durante o 6nations!)


Comentar post

pesquisar neste blog
 
Equipa Minuto Zero'
Links
Também Tu Podes Participar!

Participa na Equipa Minuto Zero'

subscrever feeds
Arquivo

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010