Domingo, 22 de Janeiro de 2012
Área de Ensaio

   Os Mitos do Rugby

 

 

 

    Com o campeonato nacional parado, e com pouco rugby internacional a merecer destaque, irei aproveitar para escrever sobre um tema que considero pertinente. Esse tema são os mitos e ideias feitas sobre o rugby.

Para o crescimento da modalidade há que erradicar algumas ideias pré-concebidas que ainda estão implementadas na mentalidade da maioria das pessoas. Estes mitos apenas têm contribuido para afastar jovens do desporto e impedir um maior desenvolvimento da modalidade do nosso país.

    A presença da selecção nacional no RWC 2007, veio dar uma visibilidade muito grande á modalidade, e, acredito que muitos aproveitaram esse destaque para se familiarizar com o rugby. Contudo ainda existem mitos, resultantes do desconhecimento que devem ser desfeitos.

    O primeiro grande mito que envolve este desporto é a ideia de que o rugby é um desporto violento. Completamente errado. O rugby é um desporto de contacto e por vezes viril, mas o respeito pelo adversário é enorme. Raramente existe a intenção de magoar, e as próprias regras existem para proteger a integridade fisica dos atletas.  O rugby nada tem de violento, pelo contrário é uma "escola" de valores como o companheirismo, a camaradagem e o respeito por adversários, treinadores e árbitros.

Se comparar-mos o número de lesões no rugby com o futebol, verificamos que os números são idênticos (e creio que se verificam mesmo mais lesões no futebol), e um jogador de rugby joga em média até aos 34/35 anos. O mesmo de um jogador de qualquer outra modalidade. Portanto, o rugby não é violento.

    Outro mito diz respeito às classes sociais. Tradicionalmente o rugby é conotado com uma classe social de maior poder económico, ou seja ainda persiste a ideia de que o rugby "é para gente rica". Esta ideia é bastante antiga é vem do facto de o rugby ter começado a ser jogado em universidades, onde só quem tinha um elevado poder económico podia estudar. Hoje em dia nada disto faz sentido, o rugby é para todos e apenas com o contributo de um maior número de pessoas pode desenvolver-se. A título de exemplo, vale a pena referir o trabalho que tem sido realizado pelo Rugby Clube de Belas ou pelas Escolinhas de Rugby da Galiza, trabalhado em zonas geralmente consideradas carênciadas, nos suburbios de Lisboa e levando o rugby a crianças que todos os extractos sociais.

    Por último existem ainda muito a ideia de que é necessário ser-se "grande" para jogar rugby. Muita gente acredita de que o rugby é para pessoas grandes e fortes, e de que os mais "pequenos" não têm lugar numa equipa.

Em relação a esta ideia o melhor é mesmo referir a frase de Jean Giraudoux, um jornalista e novelista francês do sec. XX, "Huit joueurs forts et actifs, deux légers et rusés, quatre grands et rapides et un dernier, modèle de flegme et de sang-froid. C’est la proportion idéale entre les hommes" ou seja "Oito jogadores fortes e activos, dois ligeiros e inteligentes, quatro rápidos e um último modelo de estilo e sangue frio. Uma equipa de rugby é a proporção ideal entre os homens".

 

 

By Pedro Santos



publicado por Pedro Santos às 19:51
link do post | comentar

1 a zero:
De Óscar Morgado a 22 de Janeiro de 2012 às 21:22
Com citações em francês este blogue anda para a frente. SIm senhor!


De Pedro Santos a 22 de Janeiro de 2012 às 21:33
temos de elevar o nível cultural. alem disso eu gosto de tudo o que vem de frança ;)


De Óscar Morgado a 23 de Janeiro de 2012 às 10:37
AHAHAH touché mon ami


De Sarah Saint-Maxent a 18 de Março de 2012 às 18:52
comparar-mos!


De Pedro Santos a 18 de Março de 2012 às 20:01
eu não quero acreditar que o teu domingo foi passado a ler crónicas antigas e a procurar erros ortográficos. por favor diz me que não


De Sarah Saint-Maxent a 18 de Março de 2012 às 20:07
vi à procura de um comentário sobre a argentina que me lembrava de ter lido e encontrei a bela expressão acima transcrita!


De Pedro Santos a 18 de Março de 2012 às 20:15
vi? vi à procura?


De Sarah Saint-Maxent a 18 de Março de 2012 às 20:18
olha, asneiras para ti. vim, desculpe.


De Pedro Santos a 18 de Março de 2012 às 20:26
ahahahahah também te enganas ahahahahahahahahahahahahahhahahaha


Comentar post

pesquisar neste blog
 
Equipa Minuto Zero'
Links
Também Tu Podes Participar!

Participa na Equipa Minuto Zero'

subscrever feeds
Arquivo

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010